Folha de S.Paulo

Conheça os 10 melhores MBAs do mundo


Pelo terceiro ano consecutivo, o curso de MBA Escola de Negócios de Harvard foi eleito o melhor do mundo pelo jornal inglês "Financial Times".

A lista conta com cem instituições, porém, entre as dez melhores, sete são americanas.

O ranking leva em conta critérios como porcentagem do aumento do salário dos alunos três anos após o curso e também a remuneração absoluta, empregabilidade, recomendação dos alunos, taxas de internacionalização, presença feminina entre alunos, docentes e conselho diretor.

ESCOLA DE NEGÓCIOS DE HARVARD

Localizada em Boston, nos Estados Unidos, a escola é a mais citada por alunos quando questionados sobre quais seriam as três instituições com cursos de MBA que gostariam de cursar.

Segundo levantamento do jornal, 90% dos alunos estavam empregados após três meses de conclusão do curso. Três anos depois da formatura, seus salários estão 96% mais altos do que no início do programa, resultando em uma média salarial de US$ 179,9 mil ao ano.

LONDON BUSINESS SCHOOL

A escola britânica, que estava em terceiro lugar na lista de 2014, conta com 91% de alunos estrangeiros. Além disso, 100% de seus professores em tempo integral possuem doutorado.

ESCOLA DE NEGÓCIOS WHARTON (UNIVERSIDADE DA PENSILVÂNIA)

Após três anos de graduação no MBA em Wharton, a média de salário anual aumenta cerca de 90%, chegando a RS$ 171,5 mil por ano.

ESCOLA DE NEGÓCIOS DA UNIVERSIDADE STANFORD

A escola de negócios americana apresenta uma taxa de experiências internacionais de 20%, medida pelo número de intercâmbios, projetos de pesquisa, viagens de estudos ou estágios em outros países além do local em que está sediada a instituição.

INSEAD

Com campi na França, em Cingapura e em Abu Dhabi, a Insead conta com 31% de mulheres entre seus alunos. No corpo docente e no conselho, tem apenas 15% de presença feminina.

ESCOLA DE NEGÓCIOS DA UNIVERSIDADE COLUMBIA

Depois de três anos de conclusão do MBA na Escola de Negócios de Columbia, sediada em Nova York, o salário dos alunos aumenta em média 106%, chegando a US$ 169,2 mil por ano.

ESCOLA DE NEGÓCIOS IESE

Com sede na cidade de Barcelona, na Espanha, a Iese tem 60% de professores estrangeiros e 84% de alunos vindos de outros países.

ESCOLA DE NEGÓCIOS SLOAN

Na Escola de Negócios Sloan, do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts), 100% dos professores com dedicação integral possuem doutorado. Apesar de estar em oitavo lugar no ranking, a escola foi a quarta mais recomendada por alunos quando questionados sobre quais seriam as três escolas em que gostariam de cursar um MBA.

ESCOLA DE NEGÓCIOS BOOTH (UNIVERSIDADE DE CHICAGO)

O ranking mostra que, após três meses de conclusão do MBA na Escola de Negócios Booth, 97% dos alunos estão empregados. O serviço de carreira de escola, que tem o objetivo de ajudar os alunos a se encaixarem no mercado durante e após ou MBA, foi o melhor avaliado pelos alunos.

ESCOLA DE NEGÓCIOS HAAS (UNIVERSIDADE DA CALIFÓRNIA EM BERKELEY)

Com um aumento salarial de 88% após o curso, chegando a uma média de US$ 158,55 mil por ano ano, a Hass tem uma taxa de mobilidade internacional de 46%, o que quer dizer que quase metade de seus alunos trabalhou no exterior antes, durante ou três anos depois do curso.