Folha de S.Paulo

Dez marcas inéditas conquistadas no esporte em 2016 –e outra extremamente rara


O ano de 2016 contou com a Olimpíada, maior evento esportivo do planeta, que, como de costume, acumulou diversas marcas relevantes nas competições. No entanto, não foi somente na Rio-2016 que os atletas se destacaram: no futebol brasileiro e internacional; no basquete; no beisebol; e no surfe, as surpresas tomaram conta do noticiário. Relembre algumas delas abaixo.

O título que faltava à seleção brasileira finalmente foi conquistado neste ano. A equipe treinada por Rogério Micale e liderada por Neymar, Renato Augusto e Gabriel Jesus venceu a Alemanha nos pênaltis no Maracanã e conquistou a primeira medalha de ouro olímpica da história do futebol brasileiro.

Rafaela Silva, 24, acumula marcas inéditas na carreira. Em agosto de 2013, tornou-se a primeira brasileira a ser campeão mundial de judô. Em 2016, ela venceu a mongol Dorjsürengiin Sumiyaa, conquistou a medalha de ouro na Olimpíada e de quebra estabeleceu dois novos recordes : ela é a única brasileira a conseguir o ouro no judô e a única judoca brasileira, entre homens e mulheres, a ser campeão mundial e olímpica.

O canoísta baiano Isaquias Queiroz, 22, tornou-se o primeiro brasileiro a ganhar três medalhas em uma Olimpíada. Na Rio-2016, ele conquistou a medalha de prata nas provas individual (C1) e em dupla (C2, com Erlon Souza) dos 1.000 m, além do bronze nos 200 m.

Com um gol de Éder, nascido em Guiné-Bissau e naturalizado português, a seleção portuguesa conquistou o primeiro grande título de sua história neste ano, após vitória por 1 a 0 sobre a França na final da Eurocopa. Lesionado no início do jogo, Cristiano Ronaldo foi o principal jogador da campanha e dedicou o título "para todos os portugueses, para todos os imigrantes, para todos que acreditaram em nós".

Treinado pelo italiano Claudio Ranieri, o pequeno Leicester City superou os ricos e gigantes Manchester United, Chelsea, Manchester City e Liverpool e conquistou pela primeira vez o título do Campeonato Inglês em seus 132 anos de história. Durante a campanha, o atacante inglês Jamie Vardy, que marcou 24 gols, e o meia-atacante argelino Riyad Mahrez, eleito o melhor jogador da competição, foram os principais destaques, assim como o volante francês N'Golo Kanté.

O jejum de 22 anos chegou ao fim e o Palmeiras venceu o Campeonato Brasileiro de 2016, com destaques para o técnico Cuca, o goleiro Jailson, os meias Tchê Tchê e Moisés, e os atacantes Dudu e Gabriel Jesus. Com o título, o time paulista se tornou o primeiro com nove títulos do torneio. O clube faturou quatro vezes o Campeonato Brasileiro (1972, 1973, 1993 e 1994), duas Taças Brasil (1960 e 1967) e dois Torneios Roberto Gomes Pedrosa, o Robertão (1967 e 1969). A Taça Brasil e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa, o Robertão, foram oficializados como títulos brasileiros em 2010 pela CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

O Internacional foi rebaixado no Campeonato Brasileiro pela primeira vez em sua história de 107 anos. O descenso foi decretado na última rodada do Brasileiro, após empate por 1 a 1 com o Fluminense. O enxugamento nos gastos com futebol, a saída de jogadores de referência na passagem de 2015 para 2016 e escolhas de técnicos muito díspares entre si ajudam a explicar a decadência. Após abrir mão de jogadores como D'Alessandro e Wellington, o time contratou quatro técnicos ao longo do Brasileiro: Argel, Falcão, Celso Roth e, finalmente, Lisca, que foi quem caiu com a equipe. Para 2017, o treinador será Antonio Carlos Zago.

Naquela que, segundo ele, foi sua última Olimpíada, o velocista jamaicano Usain Bolt, 30, isolou-se como o maior atleta da história de seu esporte. Ele chegou à Rio-2016 cercado de dúvidas em relação à sua forma física devido a uma lesão, mas provou rapidamente que, mesmo que não esteja em plena forma, é melhor que todos os seus contemporâneos. Com medalhas de ouro conquistadas nos 100 m, nos 200 m e nos 4x100 m, ele se tornou o primeiro tricampeão olímpico consecutivo nas três modalidades

Em 2010, o ala LeBron James deixou o Cleveland Cavaliers e passou a jogar pelo Miami Heat. Os torcedores da primeira equipe se revoltaram e atearam fogo a camisas com o nome de James. Em 2014, depois de quatro anos e dois títulos em Miami, ele voltou a Cleveland com a missão de dar à equipe seu primeiro título. E teve sucesso em 2016, quando comandou a equipe na conquista inédita -o clube foi fundado há 52 anos. Cérebro e pulmão da equipe, James comandou virada espetacular após desvantagem de 3 a 1 na série, o que não acontecia há 33 anos na NBA.

No ano em que os brasileiros sofreram com lesões, cansaço e decisões polêmicas da arbitragem, o havaiano John John Florence, 24, tido há anos como a maior promessa do surfe, conquistou seu primeiro título da Liga Mundial de Surfe. Criticado algumas vezes por certa falta de pragmatismo ou de competitividade, Florence manteve seu estilo arrojado e plástico ao longo da temporada, teve sucesso em manter o foco e conseguiu o primeiro título havaiano na elite do esporte. Gabriel Medina terminou em 3º e foi o brasileiro que terminou na melhor colocação.

O título da World Series conquistado pelo Chicago Cubs não foi inédito, mas pouca gente se lembra da última conquista, que ocorreu há 108 anos. O clube vivia a seca mais longa de título de uma equipe dos esportes profissionais nos Estados Unidos. E a conquista veio de forma épica, já que a equipe de Chicago estava em desvantagem de 3 a 1 na grande final do beisebol americano, mas conseguiu reverter o playoff decisivo para 4 a 3, com as duas últimas vitórias na casa do Cleveland Indians. O título histórico acabou com a "Maldição da Cabra". De acordo com a torcida, em 1945 um imigrante grego chamado Billy Sianis compareceu com sua cabra de estimação a uma partida da World Series. O cheiro do animal incomodou os outros torcedores, que pediram a expulsão da dupla do estádio Wrigley Field. Após o constrangimento, Sianis teria lançado uma praga contra o time ao afirmar que o Chicago Cubs nunca voltaria a ganhar nada pela ofensa a sua cabra. Este é o terceiro título da World Series dos Cubs, após as conquistas de 1907 e 1908.