Folha de S.Paulo

Sons irritantes de mastigação fazem parte do cérebro entrar em parafuso


Pipocas sendo mascadas. A sopa sendo sugada. Um nariz fungando. Ou, simplesmente, alguém respirando.

Já se perguntou por que alguns sons comuns podem irritar tanto? A misofonia é uma aflição misteriosa em que sons inofensivos desencadeiam raiva, ansiedade e, em alguns casos, ataques de pânico em algumas pessoas.

Se você é uma delas, neurocientistas na Universidade de Newcastle dizem que podem ter encontrado uma explicação para a sua aflição.

Em um artigo publicado na revista "Current Biology", cientistas dizem que exames de imagem do cérebro de pessoas com misofonia apontam que sons como os de comer e beber levam a parte do órgão que processa as emoções (o córtex insular anterior) a entrar em parafuso.

Essa região também estava conectada de forma diferente (em comparação com os cérebros normais) à amígdala e ao hipocampo, áreas envolvidas na lembrança de experiências do passado.

"Acreditamos que a misofonia pode estar bastante conectada a essas memórias antigas", disse Sukhbinder Kumar, pesquisador do Instituto de Neurociência da Newcastle. Uma pesquisa com 200 pessoas com essa irritação mostrou que ela começou por volta dos 12 anos.

"Quando eles ouvem esses sons, é como se toda a sua atenção fosse totalmente absorvida e então não conseguem fazer mais nada", afirmou. "É um gatilho para uma recordação."

A pesquisa abre possibilidades para uma futura terapia para o transtorno.