Folha de S.Paulo

Marca artesanal paulistana Avós tem cervejas vivas e refrescantes


Começo o texto da semana com um pequeno aviso: a partir de agora, este escriba vai dedicar uma das colunas do mês para uma cervejaria artesanal de São Paulo. Nada mais justo para uma seção publicada na sãopaulo. Não é a primeira vez que uso um texto inteiro para falar apenas de uma cervejaria, mas a partir de agora será estabelecida essa meta... pode chamar de cota.

Para inaugurar a série, a marca escolhida é a cigana Avós. Cigana porque ela não tem uma fábrica própria e usa outras instalações para sua produção –no caso, as da cervejaria Dádiva, de Várzea Paulista.

Lançada comercialmente em março pelo publicitário Junior Bottura, a Avós nasceu como muitas pequenas, das panelas caseiras do proprietário entusiasta.

Suas fórmulas foram pouco adaptadas para a produção em escala maior, e hoje a microcervejaria já conta com três títulos no mercado, todos com rótulos simpáticos inspirados na vovó de Bottura: a india pale ale Vó Maria, a Baixinha Porreta, a hoppy lager Vó Maria e Seu Lado Zen e, a mais recente, Vó Maria in Concert, cerveja que mistura lúpulos usados nas duas versões anteriores para criar uma india pale lager, essa disponível em lata de 473 ml –as outras saíram em garrafas de 310 ml.

Além da dona Maria no nome, as três têm algo em comum: são cervejas "vivas", isto é, não pasteurizadas. Essa característica as deixa mais aromáticas e leves, aproximando-as de um chope. Aliás, até por isso, as Avós são encontradas no barril em vários bares especializados. E, também por isso, são cervejas frescas que devem ser bebidas logo.

Para os que gostam das lupuladas, essa american IPA tem coloração âmbar e amargor acentuado (65 IBUs, na escala até 100), com aroma cítrico (por conta do lúpulo Citra)

Teor alcoólico 7%; R$ 19 (310 ml), na Capitão Barley (tel. 3569-3560)

VÓ MARIA E O SEU LADO ZEN
Cerveja leve, com excelente drinkability, essa hoppy lager dourada tem apenas 18 IBUs (unidade de amargor) e aroma bem proeminente; na essência um rótulo refrescante

Teor alcoólico 4,9%; R$ 20 (310 ml), no Bar Âmbar (tel. 3031-1274)