Folha de S.Paulo

Catedral da Sé é apenas o 21º maior templo da cidade de São Paulo


Cartão-postal de São Paulo, a Catedral da Sé é apenas o 21º maior templo da capital. A lista dos maiores edifícios religiosos é dominada por locais de culto evangélicos.

A reportagem da Folha mapeou quais são os templos com maior área construída na cidade, com base em cadastros dos imóveis da Prefeitura de São Paulo –os dados foram disponibilizados na internet recentemente pela gestão Fernando Haddad (PT).

Além da Igreja Universal do Reino de Deus, as igrejas Deus é Amor, Congregação Cristã, Renascer em Cristo e Internacional da Graça de Deus têm prédios na lista.

Localizado no Brás (região central), o Templo de Salomão, com 75.948 metros quadrados, é o maior da cidade. Tem área construída 13 vezes maior que a da Catedral da Sé (5.700 metros quadrados).

A edificação é capaz de receber até 10 mil pessoas sentadas e, segundo a Universal, custou R$ 680 milhões. A arquitetura tenta reproduzir o que teria sido o templo bíblico de mesmo nome.

O segundo maior templo da capital paulista é o da Igreja Pentecostal Deus é Amor, na avenida do Estado, no Cambuci (região central). Com uma pintura em forma de arco-íris, a construção colossal chama a atenção de quem trafega de carro pelo elevado presidente João Goulart (antigo elevado Costa e Silva, o Minhocão).

Logo atrás, em terceiro lugar na lista dos maiores templos da cidade no quesito área construída, outro edifício da Universal, na rua dos Missionários, na região de Santo Amaro (zona sul).

Único templo católico entre os dez maiores, o Santuário Mãe de Deus fica na avenida Interlagos, também na região de Santo Amaro. O local é mais conhecido como a igreja do padre Marcelo Rossi, que usou a venda de livros e discos para financiar a construção.

A igreja foi inaugurada há quatro anos, após vários anos de atrasos e polêmicas sobre o grande número de veículos que atrairia para a já congestionada marginal Pinheiros. O projeto da edificação, repleta de curvas, é assinado pelo arquiteto Ruy Ohtake.

Também na zona sul da cidade, uma propriedade da Igreja Messiânica Mundial do Brasil, o Solo Sagrado de Guarapiranga, tem o maior terreno (327,5 mil metros quadrados) entre os templos.

O lugar tem área equivalente a três vezes o parque da Aclimação (região central). Trata-se de uma área verde à beira da represa, que inclui torre de 71 metros de altura.

Também de origem japonesa, o prédio da Associação BSGI (Brasil Soka Gakkai Internacional), de inspiração budista, está entre os maiores da cidade. A construção fica na rua Tamandaré, na Liberdade.

O menor templo da cidade fica na avenida Guapira, no Tucuruvi (zona norte). É a Capela das Almas, da Igreja Católica, com 19 metros quadrados de área construída.

Segundo cálculo da reportagem, mesmo que não houvesse imunidade tributária, ao menos 202 templos seriam isentos de IPTU.