Folha de S.Paulo

Quadrilha usa dinamites e explode carro-forte na zona leste de São Paulo


Uma quadrilha com ao menos dez homens fortemente armados explodiu com dinamites um carro-forte na zona leste de São Paulo por volta das 16h30 desta sexta-feira (10).

Segundo a Polícia Militar, o grupo interceptou o veículo de transporte de valores na altura do número 200 da avenida Ragueb Chohfi. O motorista e mais dois seguranças do carro-forte foram rendidos antes da explosão do veículo. Ninguém se feriu.

Durante a fuga, dois criminosos invadiram o prédio de um mercado localizado numa comunidade próxima onde a tentativa de assalto aconteceu. Um deles, segundo a polícia, se passou por refém.

Por volta das 20h30, após intensa negociação com policiais, a dupla se entregou e confessou à polícia que participou do ataque ao carro-forte. Com eles foram apreendidos um fuzil e coletes à prova de bala.

A quadrilha não conseguiu levar o dinheiro que havia no carro-forte incendiado porque foi surpreendida com a chegada de uma equipe da PM que passava pela região.

Houve uma intensa troca de tiros entre os assaltantes e os policiais. Na fuga, o grupo também queimou ao menos nove veículos, entre caminhões e carros de passeio, ao longo da avenida Ragueb Chohfi para impedir o avanço da PM.

Um fuzil que foi usado pela quadrilha foi abandonado na rua de uma comunidade da região, informou a PM. Seis dos dez suspeitos já foram presos pela polícia.

Uma megaoperação das forças policiais de São Paulo foi montada para tentar localizar os demais foragidos. Helicópteros Águia, da PM, e o Pelicano, da Civil, também auxiliam na operação.