[an error occurred while processing this directive] JK Rowling explica como surgiu o misterioso símbolo de 'Harry Potter e as Relíquias da Morte' - 30/10/2017 - Ilustrada - Folha de S.Paulo

Folha de S.Paulo

JK Rowling explica como surgiu o misterioso símbolo de 'Harry Potter e as Relíquias da Morte'


É um círculo dentro de um triângulo equilátero, por sua vez dividido por uma linha transversal —ou, sob outra ótica, um círculo partido por dois triângulos isósceles adjacentes.

Esse misterioso símbolo está associado ao personagem da professora Pomona Sprout, especialista em herbologia de "Harry Potter e as Relíquias da Morte".

JK Rowling, autora da série de livros sobre o menino com poderes mágicos que virou fenômeno literário e cinematográfico, revelou à BBC sua inspiração para criar o símbolo —e como essa criação tem a ver com uma importante perda em sua vida.

A entrevista faz parte de um documentário sobre o 20º aniversário do primeiro livro da série, "Harry Potter e a Pedra Filosofal".

Segundo Rowling, tudo começou quando ela se dedicava aos primeiros rascunhos da personagem Sprout.

Certa noite, ela rabiscava enquanto assistia a um filme antigo na TV, "O Homem que Queria Ser Rei" (1975).

"A simbologia maçônica é muito importante nesse filme", explica Rowling.

Ela então fez seu próprio desenho, em um momento bastante delicado.

"A razão pela qual consigo ser incrivelmente precisa quanto a este desenho é que, em algum momento enquanto eu desenhava e assistia ao filme, minha mãe morreu", conta.

Muitos anos depois, viu o filme novamente e ficou "impressionada" com a semelhança entre o símbolo do filme e o que ela desenhara: "Olhei o símbolo de Relíquias da Morte e me dei conta de o quanto se pareciam. Tenho a sensação de que, em um nível subconsciente profundo, estão conectados."

As relíquias da morte englobam a capa da invisibilidade, a varinha das varinhas e a pedra da ressurreição. E quem possuísse as três se converteria no Senhor da Morte.

"A série de Potter aborda muito o tema da perda", prossegue Rowling. "Se minha mãe não tivesse morrido, acho que as histórias teriam sido completamente diferentes do que são."

O documentário Harry Potter and the History of Magic ("Harry Potter e a História da Magia", em tradução livre) está sendo acompanhado de uma exposição de mesmo nome na Biblioteca Britânica, em Londres, que traz diversos desenhos e rascunhos originais de Rowling, além de objetos e livros que "capturam a tradição do folclore e da mágica que estão no âmago da série de Harry Potter".