Folha de S.Paulo

Produção industrial só cresceu no Pará em 2016, diz IBGE


Apenas a indústria do Pará cresceu em 2016, diz levantamento do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Embora o resultado da atividade tenha crescido em 10 dos 14 locais pesquisados pelo instituto em dezembro –o que levou a produção industrial do país a crescer 2,3% no mês– foi só no Estado que o resultado foi positivo no ano, com avanço de 9,5%.

No último mês do ano, o resultado, porém, caminhou no sentido contrário e caiu 0,7%, segundo levantamento divulgado nesta terça-feira (7). Já sobre dezembro de 2015, houve avanço de 10,1%.

Em São Paulo, o maior parque industrial do país, a produção caiu 1,5% na comparação mensal e 0,6% sobre dezembro de 2015. No ano, a indústria paulista recuou 5,5%

Dos 14 lugares pesquisados pelo instituto, em 10 a produção cresceu em dezembro. Apenas em quatro Estados houve queda: Amazonas, Pará, São Paulo e Rio de Janeiro. O maior crescimento foi no Ceará, com 12,4%.

Produção industrial em 2016 - Variação da indústria para cada região brasileira, em %

O setor de eletrônicos foi o que mais cresceu em dezembro de 2016, com uma variação de 15,2%. Em seguida, está o setor de vestuário (10,9%), veículos (10,8%) e móveis (9,6%).

Os setores que mais caíram em dezembro foram produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-11,7%), produtos do fumo (-10,3%) e bebidas (-5,5%).