Folha de S.Paulo

BRF recebe autorização para reativar fábrica interditada pela Carne Fraca


A empresa de alimentos BRF informou neste sábado (8) que recebeu autorização para reativar a fábrica de Mineiros (GO) e que pretende reiniciar nos próximos dias os trabalhos na unidade paralisada pelos desdobramentos da operação Carne Fraca.

"A BRF informa que foi autorizada a retomar as atividades em sua unidade de Mineiros. Os trabalhos devem ser reiniciados nos próximos dias", afirmou a empresa em comunicado à imprensa.

A unidade é uma das investigadas pelo Ministério da Agricultura por suspeita de corrupção, embaraço da fiscalização internacional e nacional e tentativa de evitar suspensão de exportação.

Conversas de um executivo da empresa interceptadas pela Polícia Federal indicavam que um carregamento de carnes do frigorífico de Mineiros foi barrado em um porto da Itália por conter indícios de Salmonella, bactéria que causa infecção com vômitos e fortes diarreias.

Segundo a BRF, a autorização foi emitida pelo Ministério da Agricultura. A empresa havia dito na época da interdição que a fábrica que processa carne de frango e peru respondia por menos de 5% da produção da companhia.

Na quinta-feira (6), o ministério tinha apresentado novo balanço de auditorias em 21 estabelecimentos que estavam sob suspeição desde a deflagração em 17 de março da operação Carne Fraca, da Polícia Federal.

O ministério informou na ocasião que as auditorias tinham encontrado "problemas de ordem econômica na produção de frango com excesso de água, processado pela unidade da BRF de Mineiros (GO)", citando que o mesmo problema foi verificado em unidade da Frango DM, no Paraná.