Folha de S.Paulo

Em exercício militar, bombardeiros dos EUA sobrevoam península coreana


Bombardeiros supersônicos dos EUA sobrevoaram a península coreana nesta quinta-feira (2), como parte de um exercício militar com aviões do Japão e da Coreia do Sul, informou a Força Aérea americana.

Os exercícios acontecem pouco antes da viagem que o presidente Donald Trump fará à Ásia.

A tensão na região aumentou face ao programa de mísseis nucleares e balísticos da Coreia do Norte, que realizou recentemente testes de mísseis intercontinentais (ICBM) e seu sexto teste nuclear.

Os voos de bombardeiros supersônicos B-B1 Lancer na área costumam enfurecer a Coreia do Norte, que chamou nesta sexta-feira (3) o exercício de "chantagem".

Duas aeronaves B-B1 partiram da base aérea de Anderson em Guam e se encontraram no Japão com caças japoneses da Força de Auto-Defesa, segundo comunicado da Força Aérea americana no Pacífico.

"Os Lancers se dirigiram para o território coreano para se juntarem aos caças da República da Coreia (Coreia do Sul) no Mar Amarelo", acrescenta o texto, ressaltando que todos os aviões retornaram "para suas respectivas bases".

O exercício faz parte da "presença contínua de bombardeiros" no Pacífico e "não respondeu a nenhum fato presente", diz o comunicado.