Folha de S.Paulo

Novo iPhone de vidro chega ao Brasil por até R$ 5.399


Com vidro não apenas na frente, mas também em toda a parte de trás, os iPhones 8 e 8 Plus chegam ao país nesta sexta (3), bem no meio do feriadão dos mortos e seis semanas após o lançamento nos EUA e na Europa.

Mas o vidro traseiro não deixa à vista os chips e as fiações coloridas do seu telefone. Uma placa de aço central (em três opções de cores: prata, ouro rosa ou cinza escuro) interrompe a visão e protege os neurônios biônicos.

O vidro permite uma coisa bem bacana: o iPhone 8 pode ser carregado sem fio, apenas sendo encostado numa base circular.

Pena que, por enquanto, a Apple não tenha lançado o seu AirPower –promete para o ano que vem.

Evolução iPhone

Assim, o consumidor fica restrito aos carregadores das marcas Belkin e Mophie, ambas por US$ 59,95 (R$ 196) na Apple Store americana, mas fora da loja brasileira. Resta continuar com o cabinho na tomada.

Há uma série de outras melhorias: alto-falantes 25% mais potentes (para ver vídeos), um flash que promete não estourar a luz na pessoa fotografada e um novo sensor de câmera que acelera o foco, traz melhor iluminação noturna e muito mais cores (como se precisássemos...).

Na versão 8 Plus, o modo retrato traz mimos como efeitos automáticos de luz de estúdio ou luz de palco em cima da foto recém-tirada, Além disso, permite cortar o fundo e deixá-lo preto automaticamente.

Com um app, você coloca outro foto ao fundo e, voilà, eis seu amigo instantaneamente na Antártida ou no meio da guerra.

O recurso True Tone adapta a tela à luz ambiente, tornando a leitura mais suave.

E, finalmente, o novo iPhone é todo feito para que jogos e aplicativos de realidade aumentada funcionem melhor do que do que no iPhone 7.

Dá para enfrentar exércitos dispostos no sofá da sua casa ou colocar móveis de uma loja em seu quarto e ver como ficam.

Quanto ao preço, como era de esperar, não há nenhuma melhoria.

O iPhone 8 (4,7 polegadas de tela) parte de R$ 3.999 com 64 GB e vai a R$ 4.799 na outra única versão, a de 256 GB.

O Plus, grandão (5,5 polegadas de tela), custa R$ 4.599 e R$ 5.399 nas mesmas capacidades de armazenamento.

Mas, se nós tivéssemos nascido norte-americanos, ele sairia respectivamente por US$ 799 e US$ 949 ou R$ 2.613 e R$ 3.103. Que tristeza.