• As Mais

    Friday, 20-Oct-2017 01:33:28 BRST

    Vaivém de Doria: futuro prefeito de São Paulo recuou em pelo menos sete promessas desde a eleição

    DE SÃO PAULO

    16/12/2016 02h00 - Atualizado às 16h37

    O prefeito eleito João Doria (PSDB) já recuou em pelo menos sete promessas de campanha antes mesmo de assumir o comando da Prefeitura de São Paulo, o que acontecerá no próximo dia 1º. Veja, abaixo, casos em que o tucano voltou atrás.

    *

    Aumento da velocidade nas marginais

    A promessa era que os limites na Tietê e na Pinheiros voltariam a ser de 60 km/h na via local, 70 km/h na central e 90 km/h na expressa. Após uma série de ajustes, Doria chegou a uma salada de velocidades, com limites diferentes para determinados trechos e faixas.

    Moacyr Lopes Junior - 9.out.2013/Folhapress
    AUMENTO DA VELOCIDADE NAS MARGINAISA promessa era que os limites na Tietê e na Pinheirosvoltariamaser de 60 km/h na via local, 70 km/h nacentral e 90 km/h na expressa. Após uma série deajustes, Doria chegou a uma salada de velocidades, comlimites diferentes para determinados trechos e faixas
    Trânsito na ponte da Casa Verde, sobre a marginal Tietê, na zona norte da capital

    Secretaria das pessoas com deficiência

    Doria incluiu a pasta entre as que seriam extintas. Ele voltou atrás após reação negativa –inclusive do próprio PSDB, por meio da deputada federal Mara Gabrilli, que é cadeirante e considerou a decisão 'um retrocesso'.

    Robson Ventura - 14.set.2016/Folhapres
    SECRETARIA DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA Doria incluiu a pasta entre as que seriam extintas. Elevoltou atrás após reação negativa -inclusive do próprio PSDB, por meio da deputada federal Mara Gabrilli, que é cadeirante e considerou a decisão 'um retrocesso
    Cadeirante em ônibus em São Paulo

    Extinção de programa na cracolândia

    Doria disse que acabaria com o Braços Abertos, de Haddad (que dá trabalho e moradia a usuário), e ampliaria o programa estadual Recomeço (de internações). Depois, decidiu acabar com a remuneração em dinheiro, mas manter hospedagem e refeições.

    Danilo Verpa - 24.jan.2014/Folhapress
    EXTINÇÃO DE PROGRAMA NA CRACOLÂNDIA Doria disse que acabaria com o Braços Abertos, de Haddad (quedá trabalho e moradia a usuário),e ampliaria o programa estadual Recomeço (de internações).Depois, decidiu acabar com a remuneração em dinheiro, mas manter hospedagem e refeições
    Beneficiária do Braços Abertos, da gestão Fernando Haddad (PT), comemora o dinheiro recebido após dias de trabalho no programa

    Virada Cultural no centro

    O tucano disse que o evento não seria mais no centro, e sim no autódromo de Interlagos. Um dia depois, o futuro secretário de Cultura, André Sturm, disse que o centro teria atrações, assim como outras regiões, e que o autódromo seria só um dos locais.

    Bruno Santos - 22.mai.2016/Folhapress
    VIRADA CULTURAL NO CENTROO tucano disse que o evento não seria mais no centro,e sim no autódromo de Interlagos. Umdia depois, o futuro secretário de Cultura, André Sturm, disse que o centro teria atrações, assimcomo outras regiões, e que o autódromoseria só um dos locais
    Durante a Virada Cultural, público acompanha show do rapper Criolo na praça Julio Prestes, na região central, em maio deste ano

    Fim da fila das creches

    O tucano havia prometido zerar no primeiro ano de mandato a fila por vagas em creches, hoje de 133 mil crianças de zero a três anos. Mas, em entrevista ao lado de Doria, o futuro secretário de Educação, Alexandre Schneider, não se comprometeu com a meta.

    Luiz Carlos Murauskas - 27.out.2015/Folhapress
    FIM DA FILA DAS CRECHESO tucano havia prometido zerar no primeiro ano demandato a fila por vagas em creches, hoje de 133 mil crianças de zero a três anos.Mas, em entrevista ao lado de Doria, o futuro secretário deEducação, Alexandre Schneider,não se comprometeu comameta
    Creche do Jardim Edith, na zona sul de São Paulo

    Congelamento do salário de servidores

    O prefeito eleito falou que congelaria o salário de todos os funcionários municipais durante o programa "Roda Viva", da TV Cultura. Um dia depois, porém, voltou atrás e disse que manteria os aumentos já negociados e previstos no orçamento.

    Robson Ventura - 24.mai.2013/Folhapress
    CONGELAMENTO DO SALÁRIO DE SERVIDORESO prefeito eleito falou que congelaria o salário de todos os funcionários municipais duranteo programa "Roda Viva", da TV Cultura. Um dia depois, porém,voltou atrás e disse que manteriaos aumentos já negociados e previstos no orçamento
    Assembleia de servidores municipais em frente à Prefeitura de São Paulo, no centro, em 2013

    Corte nos contratos de ônibus

    Doria anunciou um pacote de austeridade em que todos os contratos teriam corte de 15%. Sobre os ônibus, ele disse que os cortes ocorreriam sem redução do serviço. Após ser criticado por empresários, afirmou que as viações ficariam de fora do corte.

    Zanone Fraissat - 18.mai.2016/Folhapress
    CORTE NOS CONTRATOS DE ÔNIBUS Doria anunciou um pacote de austeridade em que todos oscontratos teriam corte de 15%.Sobre os ônibus, ele disse que os cortes ocorreriam sem reduçãodo serviço. Após ser criticado por empresários, afirmou que as viações ficariam de fora do corte
    Ônibus no terminal Parque Dom Pedro 2º, na região central de São Paulo

    Desafios de Doria

    Edição impressa
    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017