• As Mais

    Sunday, 17-Dec-2017 06:13:01 BRST

    Schwarzenegger, astronauta e furacão Sandy: o que eles têm a ver com a saída dos EUA do Acordo de Paris

    DE SÃO PAULO

    03/06/2017 02h02

    O protesto da Nicarágua

    Com a decisão de Trump, os EUA se juntam à Nicarágua e à Síria, os outros não signatários do Acordo de Paris. Os motivos da recusa, porém são diferentes. Nas negociações do texto, a Nicarágua disse que só assinaria um acordo com obrigações vinculantes. "Responsabilidades voluntárias são um caminho para a derrota", disse Paul Orquist, representante do país.

    Oswaldo Rivas - 5.jun.2012/Reuters
    Garoto pula nas águas do rádio Lago Xolotlan, na Nicarágua
    Garoto pula nas águas do rádio Lago Xolotlan, na Nicarágua

    *

    E a guerra da Síria

    Já a Síria está envolvida em uma guerra civil desde 2011, o que dificulta qualquer compromisso climático do tipo.

    Hassan Ammar - 18.mai.2017/Associated Press
    Sobrevivente em escombros, no interior de Damasco, na Síria. Estima-se que 400 mil pessoas tenham morrido no conflito que já dura 6 anos
    Sobrevivente em escombros, no interior de Damasco, na Síria. Estima-se que 400 mil pessoas tenham morrido no conflito que já dura 6 anos

    *

    'Governator'

    O ator e ex-governador da Califórnia Arnold Schwarzenegger criticou a decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris, pedindo uma "revolução para salvar o planeta". "Um homem não pode destruir nosso progresso. Um homem não pode parar nossa revolução da energia limpa. E um homem não pode voltar no tempo -só eu posso fazer isso", afirmou o astro do filme "Exterminador do Futuro", que também é membro do Partido Republicano, em vídeo. "Alguns de nós sabemos como um futuro de energia limpa se parece, e ele não é assustador."

    Reprodução/Video
    'Governator' Arnold Schwarzenegger protesta em redes sociais contra saída dos EUA do Acordo de Paris anunciada por Donald Trump
    'Governator' Arnold Schwarzenegger protesta em redes sociais contra saída dos EUA do Acordo de Paris anunciada por Donald Trump

    *

    Aliança

    Os governadores da Califórnia, Nova York e do Estado de Washington anunciaram a criação da Aliança dos Estados Unidos pelo Clima (United States Climate Alliance) para unir os Estados que apoiam o Acordo de Paris e onde ações mais agressivas contra a mudança do clima serão tomadas.

    Nasa
    Furacão Matthew pode ser visto ao longo da costa sudeste dos EUA, em imagem de satélite obtida pelas agência Nasa e Noaa
    Furacão Matthew pode ser visto ao longo da costa sudeste dos EUA, em imagem de satélite obtida pelas agência Nasa e Noaa

    *

    Furacão Sandy

    Bill de Blasio, prefeito de Nova York, comprometeu-se a manter as metas de Paris. "A cidade viu o poder destrutivo da natureza na era da mudança climática graças ao Furacão Sandy", disse.

    Spencer Platt - 2.jan.2013/AFP
    Estragos provocados pelo furacão Sandy, em Nova York, na praia de Belle Harbor
    Estragos provocados pelo furacão Sandy, em Nova York, na praia de Belle Harbor

    *

    Nova York

    Já o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg disse que vai doar US$ 15 milhões de sua fortuna para um fundo da ONU de mudanças climáticas para preencher um "vazio que surge como resultado do anúncio do
    presidente Trump".

    Christophe Petit Tesson/AFP
    O presidente francês Emmanuel Macron (dir.), a prefeita de paris Anne Hidalgo (esq) e o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg, na sexta (2)
    O presidente francês Emmanuel Macron (dir.), a prefeita de paris Anne Hidalgo (esq) e o ex-prefeito de Nova York Michael Bloomberg, na sexta (2)

    *

    Do espaço

    O astronauta Scott Kelly disse no Twitter que a "saída do Acordo de Paris será devastadora para o planeta. Paris e Pittsburgh compartilham o mesmo ambiente", sobre Trump ter dito que fora eleito pelos eleitores de Pittsburgh, não pelos de Paris.

    Krill Kudryavtsev - 2.mar.2016/Associated Press
    O tripulante da Estação Espacial Internacional Scott Kelly, após voltar para a Terra em março deste ano, após um ano em órbita
    O tripulante da Estação Espacial Internacional Scott Kelly, após voltar para a Terra em março deste ano, após um ano em órbita

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017