• Colunistas

    Wednesday, 29-Mar-2017 02:15:29 BRT
    Mônica Bergamo

    Grupos que apoiaram impeachment alertam Temer para rejeição à reforma na Previdência

    23/02/2017 02h00

    Bruno Santos/Folhapress
    São Paulo, SP, BRASIL, 04 -12-2016: Os grupos Vem Pra Rua e MBL (Movimento Brasil Livre), dois dos principais organizadores dos protestos pela queda da ex-presidente Dilma Rousseff, realizam protesto na Avenida Paulista neste domingo (4), depois que a Câmara aprovou uma versão desfigurada do pacote anticorrupção proposto pelo Ministério Público Federal. (Foto: Bruno Santos/ Folhapress) *** PODER *** EXCLUSIVO FOLHA***
    Grupos Vem Pra Rua e MBL (Movimento Brasil Livre) realizam protesto na av. Paulista em dezembro

    Movimentos que apoiaram o impeachment e têm simpatia pelas medidas econômicas de Michel Temer já fizeram alerta ao governo: a reforma da Previdência está sendo massacrada mesmo entre aqueles que tenderiam a dar suporte aos ajustes.

    CRUEL
    Rogério Chequer, porta-voz do Vem pra Rua, é um dos que já fizeram o alerta. Ele conta que postou um vídeo, ao vivo, nas redes sociais defendendo mudanças na Previdência. Nunca recebeu tantas críticas de seus próprios simpatizantes, que chegaram a chamar a proposta de ato de "crueldade". A página do movimento tem 1,5 milhão de seguidores.

    O OUTRO
    A conclusão de Chequer, que continuará defendendo mudanças: todos apoiam reformas, mas ninguém quer mexer no próprio bolso nem abrir mão do que já usufrui. A base do movimento Vem pra Rua, segundo ele, é de pessoas entre 40 e 50 anos, a maioria homens.

    PEDREIRA
    Os alertas, tanto de movimentos quanto de deputados, acenderam o sinal amarelo no governo. Antes confiante, parte da equipe de Temer começa a perceber que a reforma da Previdência vai ser ainda mais difícil de passar no Congresso, sem alterações, do que já se imaginava.

    GOLEADA
    Pesquisa feita na Câmara em dezembro mostrou que menos de dez deputados se animaram a defender a reforma da Previdência, contra meia centena que fez ataques ferozes à proposta.

    Leia a coluna completa aqui.

    mônica bergamo

    Jornalista, assina coluna com informações sobre diversas áreas, entre elas, política, moda e coluna social. Está na Folha desde abril de 1999. Escreve diariamente.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017