• Colunistas

    Sunday, 17-Dec-2017 04:15:33 BRST
    Mônica Bergamo

    Ministro da Justiça quer mudar classificação indicativa no país

    04/10/2017 02h00

    Pedro Ladeira - 17.mar.2017/Folhapress
    BRASILIA, DF, BRASIL, 17-03-2017, 12h00: O ministro da Transparência, Fislcalização e CGU Torquato Jardim em seu gabinete. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress, PODER) ***ESPECIAL*** ***EXCLUSIVO***
    O ministro da Justiça, Torquato Jardim, em Brasília

    O ministro da Justiça, Torquato Jardim, quer mudar o sistema de classificação indicativa no Brasil. "Vamos continuar tendo uma repartição em Brasília para dizer a idade em que se pode assistir a novela e cinema no país? É uma loucura. Está na hora de a sociedade assumir isso", diz ele.

    EQUIPE
    Jardim afirma que já abriu a discussão no ministério. Hoje, oito analistas e 12 estagiários classificam produtos para TV, cinema e vídeo, jogos eletrônicos, aplicativos e jogos de interpretação.

    CONTA PRÓPRIA
    O ministro cita o exemplo dos EUA: segundo ele, associações privadas ligadas à produção de conteúdo fazem pesquisas com as comunidades para estabelecer recomendações de idade e até alterar o conteúdo das obras.

    CATRACA
    Já no caso de exposições de arte, focos recentes de polêmicas, ele diz que a discussão é "mais complicada" pois o acesso "é restrito". As mostras não estão sujeitas à regulamentação do ministério. O artigo da lei que determina a autoclassificação não cita museus e artes visuais.

    ENTRE NÓS
    Depois da polêmica do MAM com a performance de um homem nu, os museus dizem querer aprimorar a autoclassificação.

    DE VOLTA...
    O diplomata Julio de Oliveira Silva foi removido na terça (3) do cargo de segundo-secretário do consulado do Brasil em NY pelo chanceler Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP). Ele não recebeu aviso prévio nem explicação para a transferência e soube dela pelo Diário Oficial.

    ....PRA CASA
    Em setembro, o diplomata estreou como colunista da revista "Carta Capital". Num dos textos, definia o impeachment como "golpe". Em outro, dizia que a visita de Temer à China "é um retrato do extremo retrocesso na inserção internacional do Brasil". O Itamaraty diz que não comentará o assunto.

    -

    LETRA E MÚSICA
    O musical "O Som e a Sílaba" teve pré-estreia na segunda (2), no Teatro Porto Seguro. Dirigida por Miguel Falabella, a peça tem Alessandra Maestrini e Mirna Rubim no elenco. Os atores Oscar Magrini e Fafy Siqueira e a ilustradora Vivian Suppa assistiram à sessão.

    -

    PÓLVORA
    O governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) se reuniu com seu staff político e de comunicação no domingo para analisar os números do Datafolha e de pesquisas feitas por sua equipe, por telefone, cujos números coincidem com o do instituto. Concluíram que, com o empate dele com João Doria, o prefeito vai "enlouquecer" e intensificar a campanha para ser candidato a presidente.

    NA ESTRADA
    Alckmin também deve viajar mais pelo país, a estados como Pernambuco, Pará e Goiás, colocando-se claramente como candidato e estreitando contatos políticos.

    FOGO BRANDO
    E a ordem entre os seguidores do governador é tentar baixar a temperatura entre ele e Michel Temer. Alckmin já deu o primeiro passo: visitou o presidente na segunda (2). E deu declarações apoiando a permanência do deputado Bonifácio Andrada (PSDB-MG) na relatoria da denúncia contra o presidente. Ele é voto certo a favor de Temer.

    -

    MARCOU DEMAIS
    O musical "2 Filhos de Francisco" estreou na segunda (2) no teatro Cetip. Os cantores Zezé Di Camargo, Wanessa Camargo e Luciano, que estava com sua mulher, Flávia Camargo, compareceram. O cantor Luan Santana e sua irmã, Bruna, também passaram por lá.

    -

    RETORNO
    O produtor Alfredo Bertini, que ocupou o cargo de secretário do Audiovisual no Ministério da Cultura de junho a dezembro de 2016, voltou à pasta. Ele assume nesta quarta (4) como secretário de Infraestrutura Cultural.

    JÁ PASSOU
    Em sua primeira passagem pelo ministério, Bertini foi nomeado ao posto pelo ex-ministro Marcelo Calero, que pediu demissão depois de acusar o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) de tentativa de tráfico de influência. "Quando o Calero saiu, ficou um clima esquisito. Agora, resolvi aceitar o convite do Sérgio Sá Leitão [atual ministro]", diz.

    URNA
    O Instituto de Direito Público de São Paulo promoverá na segunda (9) um seminário sobre a reforma política com a participação do presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Gilmar Mendes, dos presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia (DEM) e Eunício Oliveira (PMDB), e do senador José Serra (PSDB).

    -

    VER E SER VISTO
    O governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria foram a um jantar em homenagem ao médico Claudio Lottenberg, na segunda (2). O secretário de Saúde, David Uip, e o ex-vereador Andrea Matarazzo também compareceram.

    -

    CURTO-CIRCUITO

    Frederico Trajano participa hoje de encontro sobre a nova geração de CEOs. Às 20h, na Casa do Saber.

    Os alunos do Hotel Escola Senac de Campos do Jordão vão assumir a administração e operacionalização do Grande Hotel. Entre a sexta (6) e o domingo (8).

    A exposição "Indonésia Distantes Olhares Distantes" abre hoje. Às 19h, na Estufa.

    com BRUNA NARCIZO, BRUNO B. SORAGGI e JOÃO CARNEIRO

    mônica bergamo

    Jornalista, assina coluna com informações sobre diversas áreas, entre elas, política, moda e coluna social. Está na Folha desde abril de 1999. Escreve diariamente.

    Edição impressa

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017