• Colunistas

    Monday, 23-Oct-2017 09:34:39 BRST
    Sandro Macedo

    Como votei na eleição dos melhores bares de São Paulo

    09/07/2017 02h00

    Divulgação
    Cervejas da coluna de Sandro Macedo de 09.jul.2017

    Há duas semanas, foi publicada a edição 2017 de "O Melhor de sãopaulo - Restaurantes, Bares & Cozinha" (25/6), um especial com os melhores da cidade na gastronomia tanto na opinião do público quanto na de um júri, do qual fiz parte na categoria bares. Aproveito este espaço para revelar, e justificar, alguns de meus votos.

    Como melhor "Carta de Cervejas", apontei o Empório Alto dos Pinheiros, que segue apresentando novidades (até da Estônia) e aumentou a oferta de torneiras de chope.

    Na subcategoria "Novidade", o meu eleito foi a Goose Island Brewhouse, imponente na região do largo da Batata e com boas cervejas não só de Chicago (cidade de origem da marca), mas também resultantes de parcerias firmadas no Brasil, como a recente (e potente) Enedina, uma double brown ale bem maltada e saborosa (9,2% de teor alcoólico).

    Na categoria geral "Melhor Bar", meu preferido foi o Ambar Cervejas Artesanais. A simpática casa na rua Cunha Gago é outra que ajuda a transformar Pinheiros no centro da cena cervejeira paulista. Um de seus destaques são os chopes, apenas nacionais, distribuídos em 15 torneiras. Lá é possível encontrar rótulos de cervejarias de SP e de outros Estados. É só pedir no balcão e dar uma bicadinha.

    Há também uma geladeira com cerca de cem cervejas. Ali, sim, rótulos importados se misturam aos brasileiros. Entre as sugestões estão a belga trapista Rochefort e as americanas da Oskar Blues ou Evil Twin. Tudo em um salão agradável com cardápio com poucas (e boas) sugestões. Não deixe de provar os cubinhos de tapioca.

    *

    SALAPA DE FRUTAS
    O título engraçadinho da Júpiter faz referência a uma american pale ale com aroma frutado, graças à inclusão de toranja, manga e tangerina na refrescante receita.
    Teor alcoólico 5,4%; R$ 31 (473 ml), no Empório Alto dos Pinheiros (tel. 3031-4328)

    VÓ JOAQUINA, A IMORTAL
    A nova da Avós tem aroma bem perfumado e amargor acentuado (80 IBUs em uma escala na qual poucas passam de cem). Fãs de lupuladas ficarão empolgados.
    Teor alcoólico 8%; R$ 33 (473 ml), no Ambar Cervejas Artesanais (tel. 3031-1274)

    A coluna "Cervejas" é publicada aos domingos a cada 15 dias na revista sãopaulo

    Bruno Santos/Folhapress
    chamada mobile da edição de 09.jul.2017 da revista sãopaulo
    Clique para ler a edição desta semana da revista sãopaulo

    sandro macedo

    Cervejas

    sandro macedo

    Jornalista, foi editor do 'F5', da 'Folha Corrida' e repórter de bares do 'Guia Folha'. Escreve aos domingos.

    Edição impressa

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017