• Cotidiano

    Sunday, 17-Dec-2017 17:34:06 BRST

    Mortes em confronto com a polícia sobem 69% no Rio

    MARCO ANTÔNIO MARTINS
    DO RIO

    30/07/2014 20h37

    O reforço no número de policiais nas ruas do Rio de Janeiro para a Copa do Mundo não impediu o aumento dos casos roubos de rua no Estado durante o mês de junho.

    Dados divulgados nesta quarta (30), pelo ISP (Instituto de Segurança Pública), da Secretaria de Segurança do Rio, mostra que todos os índices considerados estratégicos pelo governo estadual cresceram em comparação com junho de 2013.

    A Secretaria de Segurança concentra em "roubo de rua" todos os assaltos a pessoas, em coletivos ou roubos de telefones celulares. De acordo com o ISP, foram 7.954 casos de roubos nas ruas do Rio de Janeiro em junho. O número é cerca de 38% se comparado com o mesmo mês do ano passado. Em 2013, foram 5.733 assaltos.

    Isso significa que a cada dia são 265 roubos no Estado. Em junho de 2013 foram registradas 191 roubos diariamente.

    Outros índices também apresentaram crescimento em junho.

    No índice letalidade violenta, foram 436 casos no Estado do Rio de Janeiro. De acordo com o ISP "letalidade violenta" concentra os crimes de homicídio, lesão seguida de morte, latrocínio que é o roubo seguido de morte e os auto de resistência (morte em confronto com a polícia). Em junho de 2013, foram 409 casos.

    O número de autos de resistência também chamam atenção. Em junho de 2014, 44 pessoas morreram em confronto com policiais. Em junho de 2013 foram 26, o que significa um aumento de 69% no número de mortes.

    O roubo de veículos também registrou um aumento em junho. Neste ano foram 2.634 casos de roubo de carros. No mesmo mês de 2013, a polícia registrou 2.263 assaltos.

    O reforço no policiamento no Rio para a Copa do Mundo começou em 23 de maio. A Operação Copa, como foi chamada, aumentou em 5.000 o número de policiais militares nas ruas da cidade durante o Mundial. A mobilização da segurança pública no Rio só voltou ao normal em 18 de julho, cinco dias após a final do torneio.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017