• Cotidiano

    Monday, 23-Oct-2017 11:37:34 BRST

    Massacre em presídios

    Imprensa internacional repercute massacre em presídio de Roraima

    DE SÃO PAULO

    06/01/2017 18h24

    O segundo massacre em menos de uma semana em presídios no Brasil repercutiu na imprensa internacional. O "Washington Post" chamou a chacina de "derramamento de sangue em prisões", e a Al Jazeera creditou a crise em presídios a uma "escalada na guerra entre facções".

    Quatro dias após a morte de 60 detentos em duas penitenciárias de Manaus (AM), pelo menos outros 31 presos foram assassinados na madrugada desta sexta (6), desta vez na maior penitenciária de Roraima. Inicialmente, o governo informou que foram 33 mortos, mas baixou a contagem no fim da tarde.

    Nesses seis primeiros dias de janeiro foram registradas 93 mortes em presídios no Brasil. Esse número representa cerca de 25% do total de mortes registradas em todo o ano passado (372).

    "O banho de sangue vem poucos dias depois que 56 pessoas morreram em um massacre em um presídio na cidade de Manaus, aumentando o temor de que se intensifique a guerra entre facções pelo controle do tráfico de cocaína no Brasil", ressalta o "New York Times".

    "Imagens chocantes mostram uma pilha de corpos mutilados, alguns sem membros e cabeças, até mesmo sem coração, com manchas de sangue no corredor do presídio", destaca o "Guardian".

    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017