• Esporte

    Sunday, 19-Nov-2017 08:05:37 BRST
    Copa do Mundo 2018

    'Não há mais diálogo com Luiz Felipe Scolari, desisti', afirma Tite

    SÉRGIO RANGEL
    DO RIO
    PAULO PASSOS
    ENVIADO ESPECIAL AO RIO

    23/10/2017 02h00

    Ricardo Nogueira/Folhapress
    Felipão aponta para Tite durante discussão em clássico Corinthians e Palmeiras

    O técnico da seleção brasileira na última Copa e o que comandará a equipe na próxima não se falam.

    "Tentei conversar com ele [Luiz Felipe Scolari], e não foi possível. Tentei contato por e-mail duas vezes quando cheguei na seleção e não obtive resposta. Vi que não ia ter diálogo e desisti", afirma Tite à Folha.

    Os dois se conhecem desde a década de 1970. Foi Felipão quem indicou a Tite para que tentasse a carreira de jogador de futebol no Caxias, no Rio Grande do Sul. Atuaram juntos no clube e mantinham relação cordial até 2010.

    Mais sobre Tite

    O motivo do rompimento foi revelado no livro "Tite", da jornalista da Folha Camila Mattoso. O atual técnico da seleção ficou incomodado com a atitude do colega na reta final do Brasileiro de 2010.

    O Corinthians de Tite disputava o título com o Fluminense, rival do Palmeiras de Felipão na penúltima rodada, no dia 28 de novembro daquele ano, um domingo.

    "Eu nem sei se tem jogo no domingo. Vai ter jogo no domingo? Se tiver, quando eu chegar eu respondo", afirmou Scolari na véspera da partida.

    O Palmeiras perdeu de virada por 2 a 1. Felipão repreendeu a atitude de torcedores que pediram para o time entregar o jogo.

    "Jamais vamos fazer uma sacanagem, independentemente de quem vamos ajudar ou prejudicar", disse após o jogo.

    Veja vídeo

    Tite desconfiou do colega, que ficou irritado com isso.

    Em fevereiro de 2011, os dois se enfrentaram no Campeonato Paulista. O jogo foi após a eliminação do Corinthians para o Tolima, na Libertadores. Antes do clássico, Felipão deu uma declaração sobre a situação de Tite, que era pressionado por torcedores e dirigentes.

    "Se tivesse que dizer que ganhando o Palmeiras sairia o Tite, eu gostaria de perder o jogo. Acho um absurdo isso. Não é só o treinador o culpado. Não vejo porquê isso iria me estimular mais, ainda mais sendo ele", afirmou Scolari.

    Tite
    Camila Mattoso
    l
    Comprar

    Tite não gostou da afirmação. Viu ironia ao invés de apoio das palavras.

    Cinco meses depois, veio o famoso grito "fala muito" de Tite para Felipão no clássico Corinthians e Palmeiras, em 2011.

    Procurado pela Folha, Felipão, que está no Guangzhou Evergrande, da China, informou via assessoria de imprensa que não falaria sobre Tite.

    "Não tenho tido contato com Tite, nem pretendo", afirmou em entrevista ao jornal "Zero Hora", em julho deste ano.

    Edição impressa
    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017