• Ilustrada

    Sunday, 17-Dec-2017 04:02:31 BRST

    Série 'Chiqsland', de Fabiane Langona, estreia como tira diária na Folha

    AMANDA RIBEIRO
    DE SÃO PAULO

    03/10/2017 02h00

    Você pode até conhecer o traço de Fabiane Langona, autora que começa a publicar tirinhas diariamente na Folha a partir desta terça (3), mas provavelmente não conhece seu nome.

    A artista de "Chiqsland", que assinava como Chiquinha em razão de um apelido que ganhou na faculdade há cerca de dez anos, decidiu assinar seu próprio nome de agora em diante. Ela substitui Allan Sieber.

    "Sempre gostei muito do 'Pasquim', da velha guarda, e todos eles tinham nomes incríveis, como Jaguar. O meu nome não parecia um nome de alguém que fazia humor. Agora cansei disso. De uns tempos para cá, comecei a ficar com vontade de ter um nome", diz.

    Fabiane começou sua carreira em HQ por volta de 2005, quando trabalhou como assistente de Redação na revista "Mad". Também já colaborou com a Folha, primeiro no "Folhateen" e depois na seção "Quadrinhas", dedicada ao trabalho de artistas mulheres.

    Fabiane Langona/Divulgação
    Ilustração de Fabiane Langona
    Ilustração de Fabiane Langona

    Apesar de a autora mudar de nome, a tirinha continua a mesma. A "Chiqsland", que aborda de maneira cômica cenas comuns do cotidiano feminino vai colocar Fabiane ao lado de algumas de suas referências, como Adão, e realizar o sonho juvenil de trabalhar diariamente como quadrinista de jornal.

    O sonho vem acompanhado da responsabilidade de ser mulher em um âmbito quase só de homens.

    "Os quadrinhos, principalmente os humorísticos, sempre foram um território masculino. É recente que os homens não sejam os autores da piada, mas os alvos dela. Quero que a presença da mulher no campo seja normatizada".

    Edição impressa

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017