• Mercado

    Saturday, 16-Dec-2017 08:51:46 BRST

    Protestos de caminhoneiros chegam a ao menos cinco Estados

    MARTHA ALVES
    DE SÃO PAULO
    DE RIBEIRÃO PRETO

    23/04/2015 06h19

    Os caminhoneiros iniciaram na noite desta quarta-feira (22) protestos e bloqueios em rodovias de pelo menos cinco Estados –Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e Mato Grosso–, após não entrarem em acordo com o governo federal em relação às suas reivindicações.

    Reunião nesta quarta dos representantes da categoria com o governo não teve acordo sobre a tabela de frete mínimo, reivindicação pedida pelos caminhoneiros na paralisação realizada no mês de março.

    Após o encontro, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, anunciou que o governo não atenderia ao pedido de frete mínimo. Grandes empresas eram contra a tabela mínima.

    Em São Paulo, houve paralisação em postos de combustível, sem bloqueio de rodovias, na região de Ribeirão Preto, mas que não foi atribuída pelos caminhoneiros à mesma pauta dos protestos nos demais Estados –mas, sim, à falta de demanda por frete.

    Após o anúncio do governo sobre a tabela de frete, cerca de 50 representantes da categoria saíram do auditório da ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) aos gritos de "O Brasil Vai Parar". Vários deles já se articulavam com outros líderes por mensagens de textos e redes sociais para iniciar a mobilização da categoria.

    MINAS GERAIS

    Às 14h20, a Polícia Rodoviária Federal de Minas Gerais informou via sua conta no Twitter que manifestantes representando caminhoneiros fecharam o km 513 da BR-381, no município de Igarapé. Às 15h, a polícia informou que a pista estava liberada.

    Às 10h30, um grupo de caminhoneiros fechou o km 558 da rodovia BR-040 no município de Nova Lima, em Minas Gerais, sentido Belo Horizonte –próximo ao Posto Água Boa. A Polícia Rodoviária Federal informa que foi ao local e conseguiu, sem confrontos, fazer com que o bloqueio cessasse.

    RIO GRANDE DO SUL

    Desde as 10h30 desta quinta, cerca de 30 caminhoneiros passaram a parar e convidar colegas para participar de protestos no km 78 da RSC-287, no município de Venâncio Aires, sem bloquear a via.

    Às 12h50 a ação continuava. Aqueles que não desejavam parar estão sendo liberados, segundo o comando rodoviário da Brigada Militar do Estado.

    O mesmo tipo de ação ocorreu mais cedo, às 7h30, no km 67 próximo ao município de Venâncio Aires. O trecho foi liberado pela manhã.

    Desde as 10h10, um grupo de 200 caminhoneiros realiza o mesmo tipo de ação –parar colegas e convidá-los a se juntar aos protestos– nas quatro faixas do cruzamento entre as rodovias BR-285 e ERS-342, no município de Ijuí.

    Na quarta-feira, pneus haviam sido incendiados por volta das 21h30 de quarta (22) no acostamento da BR-285, próximo ao km 485. Nenhum suspeito foi preso.

    Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o fogo se concentrou no acostamento e não houve interrupção do trânsito no trecho. Os bombeiros foram ao local e apagaram rapidamente o fogo.

    Outro grupo, de 12 caminhoneiros, tem parado colegas desde as 9h01 no km 65 da rodovia ERS-155, município de Santo Augusto, ambém sem bloquear a via.

    Caminhoneiros bloquearam os dois sentidos da BR-286, no km 246, próximo ao trevo de entrada a cidade de Soledade (RS), por volta da 0h. Os manifestantes não permitem a passagem de caminhões com carga pelo local, de acordo com a PRF.

    Outro grupo incendiou pneus no acostamento da rodovia BR-101, no km 22, em Três Cachoeiras (RS), no final da noite de quarta-feira (22). O protesto não interditou a rodovia.

    SANTA CATARINA

    Cerca de 20 caminhoneiros tentaram bloquear a rodovia BR-282, próximo ao km 642, em São Miguel do Oeste (SC), por volta das 2h. A PRF conversou com os manifestantes que liberaram a rodovia e se concentraram em um posto de combustível.

    Meia hora antes, outro grupo tentou bloquear a rodovia BR-153, no km 64. Novamente, os policiais rodoviários conversaram com os manifestantes, que liberaram a via.

    PARANÁ

    Na manhã desta quinta, caminhoneiros bloqueiam parte da BR-376, em Marialva (PR). De madrugada, manifestantes queimaram pneus na BR-277, em Irati (PR).

    MATO GROSSO

    Segundo a PRF (Polícia Rodoviária Federal), há ao menos quatro pontos de bloqueio no Estado. Os protestos acontecem em rodovias dos municípios Lucas do Rio Verde, Rondonópolis, Nova Mutum e Diamantino.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017