• Mercado

    Monday, 20-Nov-2017 07:22:24 BRST

    operação carne fraca

    Veja 8 perguntas e respostas sobre a Operação Carne Fraca

    DE SÃO PAULO

    21/03/2017 02h00

    Diego Giudice/Bloomberg
    Empregados na fábrica da Swift & Co., da JBS, em imagem de 2011
    Empregados na fábrica da Swift & Co., da JBS, em imagem de 2011

    A Operação Carne Fraca, deflagrada na sexta-feira (17) pela Polícia Federal, levou à suspensão da licença de exportação de 21 frigoríficos.

    Leia abaixo perguntas e respostas sobre o assunto.

    1) A operação da PF significa que toda carne no país está imprópria para o consumo?

    Não. O objetivo da PF não foi investigar a qualidade da carne no país, mas um grupo de fiscais e executivos suspeitos de negociar propinas para liberar produtos fora das especificações sanitárias

    2) Mas a PF achou carne imprópria?

    OPERAÇÃO CARNE FRACA
    PF deflagra ação em grandes frigoríficos

    Até agora, sabe-se que a PF fez perícia em um frigorífico, o Peccin (PR), em que constatou, entre outros problemas, o uso de carne estragada. A empresa nega irregularidades

    3) Quais problemas a carne estragada pode causar?

    Favorece a proliferação de bactérias e toxinas que podem causar enjoo, diarreia e dor de cabeça

    4) Há indícios de outras irregularidades na produção de alimentos?

    Sim, sempre baseados em análise de grampos e de depoimentos

    vídeo operação Carne Fraca

    5) Quais são?

    BRF - Diretor é suspeito de oferecer suborno a fiscais para evitar suspensão de fábrica em Mineiros (GO) que teve carne barrada na Europa por conter Salmonella; a PF também conclui, a partir de gravações, que houve a colocação de papelão na produção de carnes
    Outro lado - Empresa diz que o tipo de salmonella encontrado é tolerado para carnes "in natura". Sobre o papelão, diz que era destinado a embalagens

    JBS - Executivo da Big Frango, marca da JBS, aparece perguntando a servidora do Ministério da Agricultura se pode prorrogar a data de validade de embalagens que "sobraram"
    Outro lado - Diz não compactuar com desvios de conduta e que aguarda informações para tomar medidas

    Peccin, Curitiba (PR)

    Suspeito de subornar fiscais para não sofrer fiscalização. Irregularidades, segundo a PF, inclui uso de carne estragada em salsicha e linguiças, uso de ácido ascórbico (vitamina C) e carne de cabeça de porco
    Outro lado - Empresa não se pronunciou. Ministro Blairo Baggi contestou PF e disse que usar de carne de cabeça de porco é permitido

    Larissa, Mauá (SP)

    PF cita ausência de qualidade de alimentos
    Outro lado - Empresa não se pronunciou

    Souza Ramos, Colombo (PR)

    Empresa teria enviado salsicha com carne de frango, quando deveria ser peru
    Outro lado - Empresa diz seguir padrão de qualidade

    6) Posso desenvolver câncer ao consumir ácido ascórbico, a popular vitamina C?

    Não, segundo especialistas.

    7) E ácido sórbico, que também é citado pela PF?

    O consumo de doses elevadas do ácido, por tempo prolongado, aumenta a probabilidade do desenvolvimento de certos cânceres

    8) E salmonella?

    Pode causar infecções. Cozimento diminui as chances de causar problemas

    PARA ONDE VAI A CARNE

    4.837 unidades produtoras de carne no Brasil

    32 empresas sob investigação pela PF, 21 das quais são frigoríficos

    3 frigoríficos interditados*

    *a unidade da BRF de Mineiros (GO), de abate de frangos, e as unidades da Peccin em Jaraguá do Sul (SC) e em Curitiba (PR)

    De onde vem

    Para onde vai

    Edição impressa
    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017