• Mercado

    Saturday, 18-Nov-2017 09:53:10 BRST

    Não é possível custear despesas com aumento de impostos, diz Meirelles

    DA REUTERS

    10/11/2017 13h15

    O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta sexta-feira (10) que não é possível custear as despesas públicas com aumento de impostos e voltou a defender a aprovação da reforma da Previdência.

    Meirelles, que participou de evento em Porto Alegre (RS), repetiu que a reforma da Previdência precisa manter benefícios fiscais "substancialmente" acima de 50% daquilo que foi originalmente proposto pelo governo, de R$ 800 bilhões. Disse ainda acreditar que há chances elevadas de ela ser aprovada.

    O governo montou uma verdadeira força-tarefa nesta semana para mostrar empenho em aprovar ao menos pontos da reforma da Previdência no Congresso Nacional.

    A nova proposta de reforma apresentada na véspera vai manter a idade mínima, regra de transição até 2037 e equiparação entre o regime dos servidores e o regime geral da Previdência, e irá retirar a incidência da Desvinculação das Receitas da União (DRU) das receitas previdenciárias.

    O ministro voltou a afirmar ainda que estava "100%" concentrado na economia e que a recuperação da atividade "exige foco integral".

    Meirelles tem trabalhado nos bastidores para tentar se tornar candidato a presidente em 2018, quando termina o mandato de Michel Temer. Embora não assuma publicamente, ele repete que esse tipo de decisão tem que ser tomada no futuro.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017