• Mundo

    Friday, 17-Nov-2017 19:07:52 BRST

    Polícia impede travessia de imigrantes no enclave espanhol de Ceuta

    DAS AGÊNCIAS DE NOTÍCIAS

    01/01/2017 11h52

    José Antônio Sempere/Reuters
    An African migrant stands on top of a border fence as Spanish police stand guard below during a failed attempt to cross into Spanish territories, between Morocco and Spain's north African enclave of Ceuta, January 1, 2017. REUTERS/Jose Antonio Sempere FOR EDITORIAL USE ONLY. NO RESALES. NO ARCHIVES TPX IMAGES OF THE DAY ORG XMIT: MAD01
    Observado por policiais, imigrante africano tenta cruzar a cerca no enclave de Ceuta

    O governo da Espanha informou que 1.100 imigrantes africanos tentaram entrar no país tentando cruzar a cerca de fronteira instalada no enclave de Ceuta, no Marrocos.

    Dezenas de imigrantes chegaram ao topo da cerca de arame farpado de 6 m nas primeiras horas de 2017.

    A maioria dos imigrantes foi devolvida, informou o governo espanhol. Cinco policiais espanhóis e 50 do Marrocos ficaram feridos, após os imigrantes usarem pedras e barras de metal para tentar abrir os portões para acessar a cerca. Duas outras pessoas foram internadas em Ceuta.

    Os dois enclaves espanhóis no Marrocos, Ceuta e Melilha, são frequentemente utilizados como pontos de entrada na Europa para os migrantes africanos, que escalam as suas fronteiras ou tentam nadar ao longo da costa.

    A Espanha tem criticado grupos de direitos humanos por permitir que alguns imigrantes sejam imediatamente transferidos para o Marrocos em tais incidentes. Eles argumentam que ignorar os procedimentos de deportação mais longos priva as pessoas da oportunidade de pedir asilo.

    No início de dezembro de 2016, mais de 400 migrantes africanos conseguiram ultrapassar a cerca fronteiriça de Ceuta.

    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017