• Poder

    Friday, 20-Oct-2017 16:03:51 BRST

    Justiça suspende ação contra militares por caso Rubens Paiva

    DE SÃO PAULO

    04/09/2014 02h00

    Decisão do Tribunal Regional Federal da 2ª Região paralisou ação que tentava responsabilizar cinco militares pelo assassinato do ex-deputado federal Rubens Paiva durante a ditadura militar (1964-85). Eles são acusados pelo Ministério Público Federal por homicídio e ocultação de cadáver.

    Rubens Paiva foi morto no Rio em 1971. Segundo o depoimento de testemunhas e militares, ele morreu após ser barbaramente torturado em uma unidade militar. Seu corpo nunca foi encontrado.

    O desembargador Messod Azulay Neto suspendeu provisoriamente a ação ao aceitar um habeas corpus protocolado pela defesa dos réus, que alega que os crimes já estão prescritos.

    Na decisão, Azulay Neto afirmou que a Lei da Anistia impede o julgamento dos militares. A ação tramita na Justiça desde maio. Com a decisão do desembargador, o caso será agora analisado pela 2ª Turma Especializada do Tribunal Regional Federal da 2ª Região.

    Reprodução
    O deputado Rubens Paiva assassinado durante a dictadura militar
    O deputado Rubens Paiva assassinado durante a dictadura militar
    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017