• Poder

    Friday, 24-Nov-2017 03:49:46 BRST

    Delegado Fernando Segóvia vai assumir a direção da Polícia Federal

    DANIELA LIMA
    EDITORA DO PAINEL
    MARINA DIAS
    GUSTAVO URIBE
    DE BRASÍLIA

    08/11/2017 15h14 - Atualizado às 15h49

    Divulgação
    Delegado Fernando Segóvia para falar a respeito da nova PEC-37 no programa Justiça Para Todos. Credito Divulgacao ADPF DIREITOS RESERVADOS. NÃO PUBLICAR SEM AUTORIZAÇÃO DO DETENTOR DOS DIREITOS AUTORAIS E DE IMAGEM
    O delegado Fernando Segóvia durante entrevista; ele vai assumir a direção da Polícia Federal

    O presidente Michel Temer definiu o novo diretor-geral da Polícia Federal: o delegado de carreira Fernando Segóvia. Ele vai substituir Leandro Daiello, que está no comando da PF há quase sete anos.

    A nomeação foi confirmada em nota oficial divulgada na tarde desta quarta-feira (8).

    No domingo (5), o Painel revelou que o nome de Segóvia estava sob análise do ministro e de Temer desde o último fim de semana.

    O ministro da Justiça tentou desvincular sua imagem a uma possível indicação de Segóvia, nome rejeitado por Daiello e ligado por políticos ao ex-presidente José Sarney (PMDB-AP).

    Torquato chegou a fazer uma almoço em local público com o número dois da PF, Rogério Galloro, cotado para o cargo e o preferido de Daiello para substituí-lo. O objetivo do ministro era acabar com o que ele chamava de "boatos" sobre uma possível preferência dele por Segóvia.

    Segóvia é visto como um nome palatável ao universo político e teria buscado apoio no governo e no Congresso. Ele tem o apoio de cinco entidades que representam integrantes da PF: a Fenadepol (Federação Nacional de Delegados de Polícia Federal), e de organizações que representam agentes, papiloscopistas e peritos criminais.

    A escolha, porém, não unifica o órgão. A ADPF (Associação Nacional de Delegados da Polícia Federal) não reconhece a legitimidade da lista tríplice que levou ao nome de Segóvia.

    Além de Segóvia e Galloro, Luiz Pontel de Souza também foi cotado para substituir Daiello, que reclama de cansaço.

    NOTA OFICIAL

    O Ministério da Justiça comunica que o senhor Presidente da República escolheu nomear o Delegado Fernando Segóvia como novo diretor-geral do Departamento de Polícia Federal.

    Nesta mesma oportunidade, o ministro da Justiça expressa ao Delegado Leandro Daiello seu agradecimento pessoal e institucional pela competente e admirável administração da Polícia Federal nos últimos seis anos e dez meses.

    O Delegado Fernando Segóvia é advogado formado pela Universidade de Brasília, com experiência de 22 anos na carreira. Foi superintendente regional da PF no Maranhão e adido policial na República da África do Sul, tendo exercido parcela importante de sua carreira em diferentes funções de inteligência nas fronteiras do Brasil.

    MUDANÇA NA PFInstituição terá troca de comando após quase 7 anos

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2017