• BBC

    Wednesday, 29-Jun-2022 10:45:04 -03

    Vazamento de petróleo faz EUA suspenderem novas perfurações na costa; veja vídeo

    da BBC Brasil

    30/04/2010 12h41

    O governo dos Estados Unidos decidiu suspender a perfuração de novos poços de petróleo em áreas da costa americana até que sejam concluídas investigações sobre o vazamento de petróleo no Golfo do México.

    Veja vídeo

    Em entrevista ao canal de televisão ABC na manhã desta sexta-feira, um dos principais assessores do presidente Barack Obama, David Axelrod, se referiu à decisão anunciada por Obama em março de abandonar uma moratória nas perfurações de petróleo na costa dos Estados Unidos.

    Mancha de óleo atinge costa da Louisiana
    EUA declaram que BP deve financiar custo de despoluição após vazamento
    Empresa responsável por vazamento pede ajuda ao governo dos EUA

    "Nenhuma perfuração adicional foi autorizada e nenhuma outra será até descobrirmos o que aconteceu aqui, se foi um evento único e evitável. O que estou dizendo é que nenhuma perfuração doméstica em novas áreas vai avançar até que haja uma análise adequada do que aconteceu aqui e do que está sendo proposto em outros lugares", afirmou Axerold.

    O assessor também defendeu os procedimentos do governo em resposta à explosão da plataforma de petróleo Deepwater Horizon, na semana passada.

    "A Guarda Costeira estava lá quase que imediatamente", disse.

    Cheiro de petróleo

    A plataforma, que pertence à empresa suíça Transocean e estava sendo operada pela BP (British Petroleum), explodiu no dia 20 de abril e afundou na quinta-feira seguinte, depois de ficar dois dias em chamas.

    Até 5.000 barris de petróleo por dia estariam vazando na costa do Estado da Louisiana, onde ocorreu o incidente.

    A Guarda Costeira informou que parte do petróleo já atingiu a costa do Estado, que na quinta-feira declarou Estado de emergência. Uma autoridade local disse à BBC que o óleo atingiu uma ilha perto do delta do rio Mississipi.

    Alguns residentes da região costeira e um correspondente da BBC na Louisiana afirmaram que já podiam sentir o cheiro do petróleo vindo do mar.

    Outros Estados

    Além da Louisiana, os Estados do Mississippi, Alabama e Flórida também estão ameaçados pelo vazamento.

    O governo dos Estados Unidos anunciou na quinta-feira que considera a mancha de petróleo na costa da Louisiana um "evento de importância nacional", o que permite que as autoridades levantem recursos em todo o país para lidar com a situação.

    A Louisiana abriga cerca de 40% dos pântanos e mangues americanos e é o habitat de inúmeras espécies de peixes e aves, além de também ter uma grande indústria de pesca e frutos do mar.

    Ao declarar o Estado de emergência, o governador do Estado, Bobby Jindal, pediu verbas federais para enviar 6 mil soldados da Guarda Nacional para ajudar na limpeza.

    Onze trabalhadores desapareceram depois do desastre, que está sendo considerado o mais grave do tipo em quase uma década.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2022