• Ciência

    Saturday, 25-Sep-2021 08:26:48 -03

    Barba da máscara de Tutancamon cai, e museu egípcio cola com epóxi

    DE SÃO PAULO

    24/01/2015 02h01

    Pan Chaoyue/Xinhua
    (150123) -- CAIRO, Jan. 23, 2015 (Xinhua) -- The photo taken on Jan. 23, 2015 shows the mask of Tutankhamun displayed in the Egyptian Museum, Cairo, Egypt. Egyptian Museum official Friday denied the reports on the damage and bad renovation of the gold and blue mask of King Tutankhamun, one of ancient Egypt's most famous artifacts. (Xinhua/Pan Chaoyue)
    Máscara de ouro do faraó egípcio Tutancamon, que teve a barba colada por funcionários do museu

    A barba da máscara do faraó Tutancâmon, no Museu Egípcio de Cairo, não só foi arrancada durante uma limpeza desastrada como foi colada sem os cuidados adequados e com material inapropriado logo depois.

    As informações são do jornal britânico "The Guardian", que entrevistou, sob anonimato, vários funcionários do museu egípcio. Para colocar a barba de volta, teria sido utilizado epóxi, uma resina que, ao endurecer, pode ter danificado a peça de 3.300 anos.

    Foi divulgada ainda uma imagem que mostra um homem colando a barba da máscara. O acidente e a colagem teriam acontecido em agosto. Segundo os funcionários, houve uma ordem da diretoria para que o objeto fosse consertado rapidamente.

    Ao "Guardian", o diretor do museu, Mahmoud el-Halwagy, que assumiu em outubro, disse que um comitê de especialistas vai investigar o caso.

    A máscara de ouro que cobria a cabeça da múmia do faraó, encontrada em 1922, é uma das principais peças do museu. Segundo especialistas internacionais, o local sofre com certo descaso.

    Com saúde frágil, em função de diversos problemas genéticos, Tutancâmon governou o Egito até 1323 a.C.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2021