• Cotidiano

    Tuesday, 16-Aug-2022 09:59:38 -03

    Tetsuo Watanabe (1940-2013) - Trouxe o Johrei para o Brasil

    STEFANIE SILVEIRA
    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

    13/10/2013 00h01

    O japonês Tetsuo Watanabe chegou ao Brasil em 1962 com o intuito de fundar os primeiros templos da Sekai Kyusei Kyo - Igreja Messiânica.

    Seu pai era sacerdote do mestre fundador da igreja, Mokiti Okada. Com a convivência e os ensinamentos, Tetsuo se tornou pioneiro na difusão do Johrei, oração que é essência dos messiânicos.

    Era visto como um mestre muito carismático e capaz de espalhar a esperança entre as pessoas que o conheciam. Depois de dois anos em São Paulo, onde criou o primeiro templo no bairro do Butantã, foi em 1964 para o Rio de Janeiro, onde se tornou líder entre os messiânicos brasileiros.

    Muito dedicado à busca pelo conhecimento, passava os ensinamentos sempre de forma alegre e conseguiu concretizar o sonho de espalhar o Johrei pelo Brasil. Nos últimos anos, em suas interpretações, dizia acreditar que o mundo estava passando por um grande processo de transição.

    Tornou-se presidente da igreja em 1976 e permaneceu na liderança por 30 anos. Apesar de estar no país do futebol, nas horas de lazer gostava de jogar golfe.

    Em 2006, recebeu o título de presidente de honra e voltou a morar no Japão. Apesar disso, fazia viagens ao Brasil de três a quatro vezes por ano.

    Um dos momentos mais marcantes de sua vida foi quando morreram, no mesmo ano, seu filho primogênito e três sacerdotes da igreja. Mesmo com a tragédia, Watanabe conseguiu demonstrar força e superação na adversidade.

    Morreu no sábado (5), aos 72, após um AVC (acidente vascular cerebral). Deixa a viúva, quatro filhos e nove netos.

    coluna.obituario@uol.com.br

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2022