• Cotidiano

    Saturday, 02-Jul-2022 14:00:54 -03

    Tribunal do crime enterra 30 pessoas de cabeça para baixo em São Paulo

    RAFAEL RIBEIRO
    DO "AGORA"

    26/02/2016 02h00

    Pelo menos 30 corpos foram encontrados enterrados, de cabeça para baixo, em um terreno cheio de mata na na região do M'Boi Mirim (zona sul). A polícia encontrou o cemitério clandestino pela na tarde de quinta-feira (25).

    Ninguém tinha sido preso ate o final da noite de quinta –e não havia testemunhas.

    Segundo a polícia, há cerca de um mês eram investigadas denúncias anônimas da existência de corpos enterrados clandestinamente na região. Trata-se de uma área rural e sem muita movimentação de pessoas.

    Investigadores acreditam que o local seja usado pela facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) como desova de corpos de inimigos. Esse tipo de ação é conhecido como "tribunal do crime", em que os líderes da facção matam seus desafetos devido a rixas internas, estupros, dívidas de agiotagem e do tráfico de drogas.

    Reprodução/TV Globo
    25.02.2016 - Polícia Civil descobre cemitério clandestino na Zona Sul de SP Ossadas e um corpo foram encontrados em mata no Jardim Herculano. Policia suspeita que vitimas tenham sido executadas e enterradas no local. Foto reproducao/tv globo ***DIREITOS RESERVADOS. NÃO PUBLICAR SEM AUTORIZAÇÃO DO DETENTOR DOS DIREITOS AUTORAIS E DE IMAGEM***
    Cemitério clandestino descoberto em M' Boi Mirim, na zona sul de São Paulo

    Foram encontrados vestígios de movimentação recente no cemitério clandestino. Peritos apontaram que uma das covas pode ter sido aberta há cerca de 15 dias. Alguns dos corpos, no entanto, já apresentavam sinais avançados de decomposição e em outros só restavam as ossadas. Todas as vítimas estavam enterradas de ponta-cabeça.

    O próximo passo da polícia agora é identificar os corpos. Uma das medidas será buscar informações de pessoas que tenham o desaparecimento registrado nas delegacias das áreas há pelo menos um ano.

    Até a noite de ontem não havia sido divulgada nenhuma informação complementar das vítimas, como sexo e tipo de roupa.

    Edição impressa

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2022