• Cotidiano

    Thursday, 26-May-2022 21:07:29 -03

    Rio de Janeiro

    Empresa que fez ciclovia no Rio multiplicou contratos na atual gestão

    ITALO NOGUEIRA
    DO RIO

    22/04/2016 07h58

    A Contemat e a Concrejato, empresas do grupo Concremat responsáveis pela construção da ciclovia que desabou, nesta quinta (21), na zona sul do Rio de Janeiro, pertencem à família do secretário municipal de Turismo do Rio, Antônio Pedro Figueira de Melo.

    Ele é um dos principais auxiliares do prefeito Eduardo Paes (PMDB). Melo foi o tesoureiro da campanha do peemedebista nas duas últimas eleições municipais.

    A ciclovia Tim Maia, na zona sul do Rio, desabou no fim da manhã desta quinta (21) provocando a morte de ao menos duas pessoas. Os corpos foram localizados no mar e as vítimas identificadas como Eduardo Marinho de Albuquerque, 54, e Ronaldo Severino da Silva, 60. Os bombeiros retomaram as buscas nesta sexta (22).

    O grupo responsável pela obra foi fundado por Mauro Ribeiro Viegas, avô de Melo. Atualmente as sete empresas são presididas pelo tio do secretário, Mauro Ribeiro Viegas Filho.

    Na gestão Paes, iniciada em 2009, a empresa multiplicou por 18 o valor de contratos assinados com a Prefeitura do Rio.

    Entre 2000 e 2008, as empresas do grupo assinaram 16 contratos com o município. Os acordos somavam R$ 24,8 milhões, em valores corrigidos pela inflação.

    Vídeo mostra momento em que ciclovia cede

    Após a entrada de Paes, as empresas passaram a participar de 54 obras no município, com um valor total de R$ 451,6 milhões, também em valores corrigidos.

    Figueira de Melo afirmou, em nota, que vincular seu nome aos negócios da empresa "é infundado e leviano". "Jamais trabalhei ou tive qualquer participação nos negócios da Concremat."

    O secretário-executivo de Governo, Pedro Paulo (PMDB), disse que não tinha conhecimento deste parentesco e ressaltou que houve concorrência para definir a empresa responsável pelo projeto da ciclovia.

    "A licitação teve a participação de diversas empresas. Este é o modelo de contratação da prefeitura. Não é por qualquer tipo de parentesco com quem quer que seja", disse o secretário.

    O consórcio Concremat/concrejato afirmou em nota que "faz parte de um grupo com 64 anos de atuação no mercado, responsável por obras nos setores público e privado de grande importância no país".

    Ciclovia que desabou foi inaugurada em janeiro

    ÚNICA OBRA

    A construção da ciclovia foi a única grande obra projetada e executada pelo grupo no município. É o terceiro maior contrato com a prefeitura: R$ 44,7 milhões, sendo R$ 8,9 milhões acima do inicialmente previsto.

    As empresas Concremat têm maior reconhecimento no mercado como elaboradora de projeto, gerenciamento de obras e consultoria. Está em segundo lugar no ranking nacional, segundo a revista "O Empreiteiro".

    A Concrejato está em 11º entre os serviços especiais de engenharia. Tem como especialidade a recuperação de estruturas. A Contemat aparece na 39ª posição da mesma lista, tendo como especialidade geotecnia.

    Nenhuma empresa do grupo aparece entre as 156 maiores construtoras do país.

    O segundo maior contrato foi obtido sem licitação pela Concrejato, em consórcio com outra empresa. Ela foi contratada para recuperação estrutural do elevado das Bandeiras, que liga São Conrado à Barra, cujas estruturas também sofrem influência das ressacas.

    O maior contrato, de R$ 72 milhões, é para gerenciamento das obras do Parque Olímpico da Barra, em consórcio com outra empresa.

    LAVA-JATO

    A Concremat foi citada na operação Vidas Secas da Polícia Federal, um desdobramento da Lava Jato deflagrada em dezembro. Ela é uma das responsáveis pelo gerenciamento das obras de transposição do Rio São Francisco.

    A PF suspeita que empresa foi conivente com o superfaturamento investigado na obra. A operação, que prendeu executivos da OAS e Galvão Engenharia, também cumpriu mandados de busca e apreensão na filial do Recife da Concremat.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2022