• Cotidiano

    Monday, 23-Nov-2020 22:10:31 -03

    Em protesto, moradores de SP pintam faixa de trânsito que desvia de buracos

    ARTUR RODRIGUES
    DE SÃO PAULO

    03/11/2016 02h00

    As duas faixas de sinalização amarelas pintadas na rua Diogo Botelho, na Vila Guilhermina (zona leste de SP), desviam de um buraco, fazem uma curva para passar em meio a outros dois e driblam o último, em um zigue-zague que confunde motoristas.

    Normalmente, a faixa serviria apenas para delimitar os dois sentidos em uma mesma via. Na rua da zona leste, ao modificá-la, moradores encontraram um jeito de chamar a atenção para a buraqueira e a falta de sinalização.

    "Isso aí é um protesto. Porque mudaram o sentido de várias ruas, trazendo vários carros para cá, sem dar condições para a rua receber esse fluxo", afirmou o administrador Elias Tavares, 45.

    Um trecho de aproximadamente 20 metros tem ao menos dez buracos e a faixa amarela original apagada. A proliferação de falhas no asfalto aumentou com mudanças viárias que atraíram veículos de grande porte.

    Como a prefeitura não vinha, o aposentado José de Castro, 70, até improvisou ao tapar buracos com argila.

    Moradores dizem que quem pintou a faixa no chão foi "a molecada da rua", também por questão de segurança. Duas mensagens foram escritas no chão: pare e devagar. Muitos ainda ignoram. O morador Nelson de Oliveira, 52, diz que outro dia um ciclista se acidentou. "A roda ficou presa no buraco."

    A usina municipal que produz asfalto para fazer este serviço está parada, reflexo de cortes relacionados à crise, conforme a Folha revelou na terça-feira (1º). Indagada sobre o assunto, a gestão Fernando Haddad (PT) diz que fará vistoria e operação tapa-buraco no local.

    Edição impressa

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2020