• Esporte

    Saturday, 16-Oct-2021 06:22:36 -03

    Com golaço de Thiago Neves, Flamengo vence o Vasco

    DE SÃO PAULO

    30/01/2011 21h28

    Com golaço de Thiago Neves, o Flamengo ganhou o clássico contra o Vasco por 2 a 1 e aumentou a agonia do time de São Januário no primeiro turno do Estadual do Rio.

    Com a nova derrota, o time vascaíno completa a quarta rodada do primeiro turno do Estadual com nenhum ponto e na lanterna do Grupo A --a equipe não tem mais chances matemáticas de chegar à fase final da Taça Guanabara (primeiro turno).

    Nina Lima/Divulgação
    Thiago Neves comemora o seu primeiro gol com a camisa do Flamengo
    Thiago Neves comemora o seu 1º gol com a camisa do Fla

    Já o Fla vive situação completamente oposta. O time de Vanderlei Luxemburgo soma 12 pontos em quatro jogos e é líder isolado da chave. Na próxima rodada, os dois times jogam em casa. O Flamengo recebe o Nova Iguaçu e o Vasco enfrentará o Volta Redonda em busca de seu primeiro ponto.

    O meia Ronaldinho deve estrear pelo Flamengo no próximo jogo, dia 2 de fevereiro, contra o Nova Iguaçu.

    Para retomar a liderança do grupo A, que estava com o Resende, Vanderlei Luxemburgo escalou o Flamengo com três meias, Renato Abreu, Thiago Neves e Vander, e apenas Deivid como atacante.

    A tática de Luxemburgo, que se aproximava a um 4-2-3-1, se mostrou ofensiva desde o início do jogo. Vander e Renato Abreu se revezam entre o meio e a esquerda e Thiago Neves jogava pela direita.

    No meio de campo, o técnico flamenguista contou com o retorno de Maldonado. O chileno fez sua primeira partida oficial em 2010 neste domingo e teve boa atuação.

    O Vasco, por sua vez, tentava esquecer o que aconteceu nos últimos dias. Após a demissão de Paulo César Gusmão e o afastamento dos meias Carlos Alberto e Felipe, a diretoria escolheu o técnico Gaúcho para atuar de forma interina no clássico.

    Com a missão de levar o Vasco à sua primeira vitória no campeonato, o novo treinador optou por Alan e Jefferson nos lugares das estrelas vascaínas barradas. Na frente, Eder Luís e Marcel formavam o ataque. A dupla foi a mesma que começou o último jogo contra o Boa Vista quando o time perdeu por 3 a 1.

    O JOGO

    Foi um clássico dos milhões atípico no Engenhão. Devido à crise instalada no Vasco, a torcida alvinegra passou o jogo vaiando o próprio time e, por isso, o que mais se ouvia nas arquibancadas eram críticas e não os tradicionais cantos de incentivo das duas torcidas que estão entre as maiores do país.

    A partida começou com Thiago Neves acelerado, correndo atrás de todas as bolas que passavam no meio de campo. Apesar disso, as principais opções ofensivas do Flamengo no jogo eram Egídio e Léo Moura.

    Os laterais flamenguistas apoiavam com frequência e muita velocidade e, com isso, davam opções de tabela com os meias do time de Vanderlei. As opções pelas pontas era a melhor possível para o Flamengo, já que os laterais vascaínos não estavam bem no jogo, especialmente Ramon que foi vaiado sempre que pegava na bola.

    O Vasco já estava mal no jogo e o desespero vascaíno aumentou quando Egídio levantou a bola na segunda trave para Thiago neves. O meia tocou para trás e Léo Moura chutou cruzado em direção ao meio da área onde estava Deivid. O atacante rubro-negro chutou de primeira e fez o gol sem goleiro.

    A agonia vascaína aumentou no final do primeiro tempo. Renato Abreu deu ótimo passe para Thiago Neves por cima da zaga do Vasco. O meia dominou no peito e deu um chapéu em Fernando Prass antes de concluir com a coxa. Foi o primeiro gol do armador pelo Flamengo e com grande estilo.

    No segundo tempo, as duas equipes voltaram com a mesma formação da etapa inicial e o Vasco com a mesma apatia. Tanto que quase levou o terceiro logo aos 3 min. No lance, Willians deu um forte chute de fora da área e Fernando Prass pegou no susto.

    Somente aos 25 min da etapa complementar, o Vasco acordou no jogo e fez uma série de três lances perigosos contra o gol de Felipe. A mudança de atitude deu resultado e aos 30 min, após confusão cobrança de escanteio e confusão na área flamenguista, Rômulo ficou livre com a bola e chutou sem chances para Felipe.

    O rendimento vascaíno cresceu com as entradas de Mizael e Márcio Careca nos lugares de Alan e o criticado Ramon. A pressão, porém, era na base do abafa e sem muita qualidade técnica por parte do Vasco.

    Com o 2 a 1, o Vasco se lançou no ataque sempre com bolas lançadas na área e seguidos escanteios. A pressão desordenada, porém, não resultou no empate vascaíno que daria o primeiro ponto ao time de São Januário.

    O Flamengo conseguiu se defender e garantir o placar, que garantiu o retorno à primeira colocação do grupo A do primeiro turno do Estadual do Rio.

    OUTROS JOGOS DO ESTADUAL DO RIO

    Sábado
    Nova Iguaçu 2 x 0 América
    Resende 1 x 0 Volta Redonda
    Botafogo 3 x 1 Olaria
    Duque de Caxias 3 x 3 Madureira

    Domingo
    Americano 2 x 3 Boavista
    Vasco 1 x 2 Flamengo
    Cabofriense 2 x 4 Fluminense
    Macaé 2 x 1 Bangu

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2021