• Esporte

    Wednesday, 20-Jan-2021 23:51:38 -03

    Polêmico, técnico da Lusa diz que torcida não gosta de fazer sexo

    DE SÃO PAULO

    06/06/2013 10h35

    Após o empate contra o Internacional por 1 a 1, na quarta-feira, o técnico interino da Portuguesa, o coronel Edson Pimenta Bueno Filho, criticou o comportamento de um grupo de torcedores, que vaiou a equipe.

    "Tem uns caras que vêm encher o saco enquanto as mulheres deles estão batendo perna. Não é a torcida da Portuguesa que eu vou comentar, estou falando sobre meia dúzia de idiotas, tudo pau mandado, que não tem ambiente familiar e que não gosta de fazer sexo", disse Pimenta.

    "A torcida pensa que o Inter, só porque tem camisa vermelha, é o Capivariano. Empatar em casa contra um dos candidatos ao título do Campeonato Brasileiro, sendo que ficamos com um jogador a menos desde os 25 minutos do segundo tempo, não é um mau resultado. Fizemos uma partida maravilhosa", completou.

    Edson Pimenta, 61, assumiu o comando da equipe após a demissão de Péricles Chamusca, que deixou o cargo após a derrota para o Comercial por 7 a 0, em abril, pela Série A2 do Campeonato Paulista.

    Formado pela Escola de Educação Física da Polícia Militar, com curso técnico em Esportes pela USP, Edson Pimenta trabalhou no clube pela primeira vez em 1981, como preparador físico. Agora soma a décima passagem.

    Dorival Rosa-24.abr.13/Divulgação
    Edson Pimenta Bueno Filho comanda treino da Portuguesa
    Edson Pimenta Bueno Filho comanda treino da Portuguesa

    Na PM, Pimenta era considerado linha-dura. Em 2000, foi indiciado pela Corregedoria da PM após aparecer em vídeos insultando o então governador Mário Covas e incitando a violência.

    Nas gravações, feitas em 1999 por presos e por policiais de São Paulo, Pimenta aparecia dizendo que lugar de "vagabundo é no caixão" e que Covas era um "boneco" que comandava o Estado. Ele também chamava o secretário da Segurança da época, Marco Vinicio Petreluzzi, de "idiota".

    Em 1997, foi o primeiro oficial a depor na CPI que investigou o caso da favela Naval, episódio no qual policiais foram acusados de espancar moradores e matar um pessoa em Diadema.

    A Portuguesa é a 17ª colocada, com dois pontos. A equipe volta a campo no sábado, quando enfrenta o Corinthians, às 18h30, no Pacaembu.

    Com Lancepress

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2021