• Esporte

    Monday, 23-Nov-2020 21:50:20 -03

    Corrupção no futebol

    Entenda melhor o escândalo de corrupção no futebol mundial

    DE SÃO PAULO

    31/05/2015 02h00

    O escândalo de corrupção revelado na última quarta-feira (27) pela Justiça dos EUA agitou o mundo do futebol.

    No total, 14 pessoas foram indiciadas. Só na Suíça, onde os principais dirigentes do planeta estavam para participar do congresso da Fifa, foram sete prisões, includindo a do ex-presidente da CBF, José Maria Marin.

    A Folha preparou cinco perguntas para ajudar o leitor a compreender o tamanho desse escândalo.

    1 - Quem foi preso na operação?
    No total, sete dirigentes ou ex-cartolas ligados à Concacaf e à Conmebol, entidades que controlam o futebol nas Américas, estão detidos na Suíça desde quarta (27), inclusive o ex-presidente da CBF, José Maria Marin.

    2 - Por que esses cartolas foram presos?
    São acusados de extorsão, fraude e lavagem de dinheiro em contratos comerciais de patrocinadores e venda de direitos de transmissão selados por suas entidades.

    3 - Quanto dinheiro foi desviado?
    A denúncia fala em cerca de US$ 150 milhões (R$ 476 milhões, em cotação desta quarta), mas leva em conta só transações que passaram pelos EUA. É provável que o valor seja muito maior.

    4 - Qual o envolvimento do presidente da CBF, Marco Polo del Nero?
    Ele diz que nenhum, já que não tem o nome citado nos relatórios da Justiça americana. Mas Del Nero aparece nos documentos com identidade protegida como sócio de Marin e do ex-presidente Ricardo Teixeira (também identificado apenas por um número) no recebimento de propina em contratos da Copa do Brasil.

    5 - O escândalo acabou ou acontecerão novas prisões?
    É provável que as prisões feitas na última quarta sejam só o início. A Receita Federal dos EUA já prevê uma nova rodada de indiciamentos.

    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2020