• Esporte

    Thursday, 30-May-2024 10:03:06 -03

    Caçula do vôlei, Rosamaria sonha com 1º título com seleção feminina

    MARCEL MERGUIZO
    ENVIADO ESPECIAL A TORONTO

    25/07/2015 11h02

    No começo deste ano, José Roberto Guimarães já elogiava Rosamaria Montibeller, 21, jovem oposta do Pinheiros que se destacava como uma das principais pontuadoras da Superliga.

    Poucos meses depois, o técnico tricampeão olímpico precisou dela no Pan de Toronto. E jogadora catarinense correspondeu.

    "Passa um filme na cabeça, daqueles que a gente sonha desde criança", diz Rosamaria à Folha, após a classificação para a final contra os Estados Unidos, neste sábado, às 21h30 (de Brasília). Na primeira fase, as brasileiras bateram as norte-americanas por 3 a 2.

    Com passagens pelas categorias de base da seleção, Rosamaria é da mesma "Geração 1994", liderada pela ponteira Gabi, titular do Rio e da seleção brasileira.

    Mas esta é a primeira convocação da caçula da seleção para uma grande competição pela equipe principal.

    "Tento não pensar que sou a mais nova ou que estou jogando ao lado de jogadoras que sou fã, como a Jaqueline e a Fê [Garay]", diz Rosamaria.

    A oposta de 1,85 m e 76 kg começou os Jogos de Toronto como reserva. Mas entrou em todos as partidas de forma decisiva, muitas vezes sendo a principal responsável por viradas no placar.

    Tal atitude já despertou olhares mais atentos dos torcedores, que gritavam seu nome na vitória de virada da semifinal sobre Porto Rico, e também de Zé Roberto. Inclusive em relação aos Jogos Olímpicos do Rio-2016.

    "Elas tem que pensar na Olimpíada, sim. Aqui também já vale. Elas mostraram personalidade, caráter em jogos difíceis", avalia o treinador da seleção, que também cita Mari Paraíba como novata que se destacou neste Pan.

    Na posição, o Brasil tem boas alternativas. Mas, com Sheilla, titular, poupada, com Tandara grávida, e com Monique na seleção que disputa o Grand Prix, nos EUA, apareceu a grande chance para Rosamaria provar seu valor.

    "Eu quis muito estar aqui. Eu sou assim, quero assumir o jogo, quero ter responsabilidade, quero ganhar sempre", afirma Rosamaria. Sorte do Brasil.

    CONFIRA AS MEDALHAS DO BRASIL NO PAN-2015

    Crédito: Editoria de Arte/Folhapress

    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2024