• Folhinha

    Sunday, 03-Mar-2024 08:13:25 -03

    Menina de 12 anos atinge maior QI entre ingleses; faça o teste

    DE SÃO PAULO

    15/09/2015 02h00

    FAÇA TESTE DE QI
    As questões foram adaptadas do site da Mensa Brasil e não representam uma avaliação real. Abaixo, confira as respostas.

    Faça o teste de QI

    No início de agosto, uma menina de 12 anos chamou atenção pelo resultado que atingiu em um teste de QI. Nicole Barr, do condado de Essex, na Inglaterra, fez 162 pontos, média que apenas 1% dos ingleses já obteve.

    A nota é também o máximo que jovens de até 18 anos podem somar nessa prova, realizada pela Mensa, organização que reúne pessoas com alto quociente de inteligência em diversos países. "Fiquei muito chocada, mas ao mesmo tempo fiquei feliz", disse a menina à Folha por e-mail.

    Nicole fez um teste on-line, e depois foi encorajada pelo pai a tentar a prova presencial, com duas partes: uma avaliação de raciocínio verbal e outra com diagramas de lógica (faça o teste abaixo).

    Segundo a mãe, Dolly Buckland, a garota já dava sinais de que conseguia completar pensamentos complexos desde cedo. "Quando ela era pequena, falava sobre equações que as crianças, em média, não entenderiam."

    Estimulo é o que não falta. A menina inglesa participa de um grupo de estudo cinco dias por semana e nunca deixa os livros de lado. "Gosto dos livros de astrologia e de mistério", conta ela, que adora nadar, conversar com os amigos e mexer no computador.

    Ela está entre os 8% dos membros da organização que têm menos de 16 anos no Reino Unido –que reúne mais de 20 mil pessoas, todas com QI na faixa dos 2% superiores da população do país. Em junho, um menino inglês de dez anos, Aahil Jouher, também obteve o mesmo resultado.

    GÊNIOS?

    Para o neuropediatra Mauro Muszkat, da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo), o quociente de inteligência é um grande indicativo para medir a capacidade de resolver problemas, mas não é o único.

    "Não dá para mensurar apenas com uma avaliação quantitativa", diz. "A inteligência tem várias dimensões: criatividade, matemática, habilidades, inteligência musical, emocional etc."

    Em sites estrangeiros como o "Mirror", a menina Nicole chegou a ser nivelada a grandes nomes da ciência como Steven Hawkin e Albert Einstein, que teriam atingido 160 pontos em avaliações parecidas.

    Mas a comparação é contestada pela Mensa. "Não há nenhuma evidência de que Einstein já tenha testado seu QI. Stephen Hawking, mesmo que tenha feito o teste, também nunca tornou seus resultados públicos", afirma a porta-voz da organização no Reino Unido, Ann Clarkson. "Os 160 pontos são apenas uma estimativa que alguém inventou."

    Mesmo que os dois tivessem atingido esse resultado, a comparação não seria das mais justas: "Eles não são considerados gênios apenas pelo seu QI, os dois tiveram a capacidade de produzir algo", explica Mauro Muszkat. "Nem sempre o potencial é utilizado, é preciso avaliar a oportunidade que a criança teve, dar estímulos."

    Nicole Barr, no entanto, não parece querer ficar para trás: "Quero estudar medicina e espero que um dia possa ajudar muitas pessoas", diz a garota.

    Colaborou JÚLIA BARBON

    *

    RESPOSTAS DO TESTE

    1. É seu filho. Se a mulher é filha única da sogra de João, só pode ser a esposa dele. Se ele encontrou o filho do marido dela, obviamente ele é seu filho também.
    2. Vinte e sete. Cada número tem três vezes o valor do número anterior.
    3. Quem vê cara não vê coração. Uma questão de conhecimentos gerais.
    4. B. Essas são as letras que aparecem na parte inferior do teclado do computador, da esquerda para a direita.
    5. Quatro meninas e três meninos. Uma questão de tentativa e erro.
    6. Refrigerador. Essa é fácil vai...
    7. É hoje mesmo, terça-feira.
    8. A maçã. Ambos são frutas que crescem em árvores, do mesmo modo que o rabanete e a batata são legumes que crescem embaixo da terra.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2024