• Ilustrada

    Wednesday, 20-Jan-2021 23:31:19 -03

    Filme "Os Muppets" dublado irrita fãs do original

    IVAN FINOTTI
    SILAS MARTÍ
    DE SÃO PAULO

    06/12/2011 08h43

    No filme "Os Muppets", que estreou na sexta passada, o sapo Caco virou Kermit, seu nome "verdadeiro". Mas é só isso que o Brasil viu até agora dos bonecos em inglês.

    Em cartaz só em cópias dubladas em 276 salas do país, o lançamento da Disney tem irritado quem prefere as marionetes falantes se expressando na língua original.

    Comentários indignados se multiplicam nas redes sociais. "Lacrimejei vendo 'Muppets' dublado", disse um usuário do Twitter. Outro afirmava que a decisão de lançar só a versão brasileira era um incentivo indireto à pirataria.

    Divulgação
    Cena do filme "Os Muppets" mostra o sapo Caco, chamado de Kermit na versão dublada em cartaz no país
    Cena do filme "Os Muppets" mostra o sapo Caco, chamado de Kermit na versão dublada em cartaz no país

    No Facebook, uma professora de inglês convidava amigos para uma "sessão pirata lá em casa" e contava que já estava baixando o longa.

    Sem saber que o filme seria lançado só em cópia dublada, a colunista Barbara Gancia ensinou palavras em português como "moscas com dendê" a Kermit, ex-Caco, numa entrevista --que foi ao ar legendada-- na TV Folha. Em sessões para a imprensa, "Os Muppets" foi exibido com som original.

    "É muito ruim isso. 'Os Muppets' não é só diversão de crianças, não pode ter apenas cópias dubladas", diz Gancia. "É um pecado, uma sacanagem, é um erro da Disney."

    Órfãos da série hit da TV nos anos 70 reclamam que o humor dos Muppets se aproxima de clássicos como Monty Python e que muito se perde com a dublagem.

    "Sem querer ser metido, eu prefiro em inglês. É um desafio adaptar as piadas", diz o casseta Marcelo Madureira.

    "Mas uma parcela do público não consegue ler as legendas. Muitos dos que têm agora acesso ao cinema, não tiveram acesso à educação."

    Madureira disse também que não verá o filme dublado no cinema e que pretende comprar uma cópia em DVD quando estiver disponível.

    "No Brasil, a realidade é essa, o público-alvo é talvez gente que não sabe o que é 'table'", diz o humorista Tom Cavalcante. "E o filme fica impessoal, perde um pouco a essência do conteúdo."

    Mas quem se acostumou com os Muppets quando criança, vendo o desenho animado dos anos 80, parece ter menos aversão à dublagem.

    "Esse desenho era um dos meus preferidos, assistia pela tarde", diz a editora Marilia Sales, 33. "A dublagem será uma visita à infância."

    Procurada pela Folha, a Disney não se manifestou até o fechamento desta edição.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2021