• Ilustrada

    Thursday, 30-May-2024 09:17:05 -03

    Com os irmãos xote, xaxado e baião, forró entra para a história

    LUCAS NOBILE
    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

    04/11/2012 05h12

    No ano do centenário de nascimento de Luiz Gonzaga, a música nordestina está em evidência. Os holofotes são justos e é natural que eles se voltem, em sua maioria, ao rei do baião.

    Indo além das criações do compositor e sanfoneiro de Exu (PE), os jornalistas Carlos Marcelo e Rosualdo Rodrigues lançam "O Fole Roncou! - Uma História do Forró", livro-reportagem sobre a origem, a evolução e as derivações de diversos gêneros que saíram do Nordeste.

    A ideia de escrever o livro surgiu há três anos, quando Carlos Marcelo lançou "Renato Russo - O Filho da Revolução", contando a história do compositor e vocalista da Legião Urbana.

    "Eu ia às livrarias e via que não existiam livros sobre o forró e gêneros nordestinos como existem sobre samba, bossa nova e até sobre o próprio rock brasileiro", conta.

    "Havia um desnível muito grande. O forró é talvez o único estilo de música regional que se tornou nacional", completa.

    A partir daquele momento, ele e Rosualdo Rodrigues foram atrás de depoimentos que elucidassem a história do forró e de gêneros como o xote, o coco, o baião, o xaxado, entre outros.

    AMPLA PESQUISA

    Amparados por uma vasta bibliografia historiográfica e musical, os dois realizaram um amplo trabalho de pesquisa e também foram a campo entrevistar 80 personagens ao longo de três anos.

    O resultado é um livro (com quase 500 páginas, contendo dois encartes coloridos com fotos históricas e capas de discos) que começa centrado na trajetória de Gonzagão, mas apresenta outras figuras de suma importância para a continuidade, a expansão e a evolução da música nordestina.

    "O centenário de Gonzaga é uma forma de dar visibilidade a essas pessoas que ficaram à sombra dele, mas que também tiveram seu valor", diz Rodrigues.

    "Essas pessoas" às quais o autor se refere são nomes como Jackson do Pandeiro, Trio Nordestino, Dominguinhos, Sivuca, Hermeto Pascoal, Genival Lacerda, Abdias, Marinês, entre tantos outros que aparecem no livro com histórias saborosas.

    Além de contar a trajetória de alguns desses personagens, Carlos Marcelo e Rosualdo Rodrigues mostram o gênero nos dias de hoje, chegando ao forró eletrônico (no Ceará) e ao forró universitário (em São Paulo).

    O livro também tem o mérito de fazer contextualizações históricas sobre o cangaço e sobre o desenvolvimento de cidades como Campina Grande, na Paraíba.

    "A cidade de Campina Grande está para o forró assim como Liverpool está para o rock", explica Carlos Marcelo.

    O FOLE RONCOU! - UMA HISTÓRIA DO FORRÓ
    AUTORES Carlos Marcelo e Rosualdo Rodrigues
    EDITORA Zahar
    QUANTO R$ 49,90 (472 págs.)

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2024