• Ilustrada

    Saturday, 07-Dec-2019 13:13:59 -03

    Roqueiro que voltou à escola surpreende com autobiografia

    IVAN FINOTTI
    DE SÃO PAULO

    14/11/2012 06h12

    Para o anedotário pop, a autobiografia "É Tão Fácil ­­- E Outras Mentiras", do ex-baixista do Guns N' Roses, traz uma revelação estonteante. Quando a banda estourou, em 1988, o vocalista Axl Rose apresentava Duff McKagan no palco como "Duff, o rei da cerveja".

    Então o baixista recebeu uma ligação de uma produtora de desenho animado pedindo autorização para utilizar seu apelido como marca de uma cerveja no programa.

    Ninguém imaginava que a animação "Os Simpsons" seria um sucesso estrondoso, e que a cerveja Duff, vendida no bar Moe Flamejante, se tornaria tão popular. Por causa da série, hoje são fabricadas cervejas Duff em todo o mundo, inclusive no Brasil.

    Tendo deixado sua marca indelével na cultura do século passado, Duff McKagan se propõe agora a contar a outra parte de sua vida: o estrago que as milhares de cervejas fizeram ao seu corpo (teve rompimento do pâncreas em 1994) e à sua carreira.

    Mas "É Tão Fácil - E Outras Mentiras" é mais que sexo, drogas e rock and roll.

    McKagan, que nos anos 2000 voltou para a escola e estudou economia na Universidade Seattle (ele tem uma empresa que presta serviços de contabilidade para roqueiros), escreve muito bem.

    Eduardo Anizelli/Folhapress
    Show da banda Duff McKagan's Loaded, no palco Consciência, no festival SWU em Paulinia
    Show da banda Duff McKagan's Loaded, no palco Consciência, no festival SWU em Paulinia

    "Em 2008, quando o 'Seattle Weekly' me deu a chance de escrever uma coluna, descobri que, no papel, conseguia articular meus pensamentos e sentimentos de forma mais clara", disse McKagan à Folha.

    Além da derrocada, o livro narra sua luta para se livrar dos vícios com a ajuda de corrida, bicicleta, artes marciais e casamento. Ele casou com a modelo Susan Holmes e eles têm duas filhas adolescentes.

    O baixista não traz montanhas de mexericos. McKagan busca sempre os dois lados de uma história. A esse respeito, fãs do Guns que já leram a autobiografia de Slash podem ficar com uma dúvida: lá, o guitarrista atribuía o fim do Guns ao estrelismo de Axl e se descrevia como quem ousava enfrentá-lo.

    Pois acontece o mesmo aqui, só que, neste livro, quem encara o cantor é Duff.

    "A história Slash/Duff/Axl terá sempre três perspectivas", responde o cavalheiro McKagan. "A que está no meu livro é sinceramente a minha. Tenho certeza de que tanto eu como Slash fizemos tudo o que pudemos. Seja lá o que isso signifique."

    É TÃO FÁCIL
    AUTOR Duff McKagan
    EDITORA Rocco
    TRADUÇÃO Tiago Lyra
    e Leonardo Villa-Forte
    QUANTO R$ 44,50 (352 págs.)

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2019