• Ilustrada

    Thursday, 30-May-2024 09:53:49 -03

    Crítica: Tudo funciona bem na comédia 'Máfia no Divã', exibida hoje

    INÁCIO ARAUJO
    CRÍTICO DA FOLHA

    10/04/2014 03h21

    E por que um gângster não poderia, em dado momento, se sentir fraco e pedir socorro a um terapeuta? É desse paradoxo que parte "Máfia no Divã" (TBS muitodivertido, 19h40; 14 anos). Com um pequeno senão: gângsteres não pedem socorro, mandam o terapeuta socorrê-lo.

    É o que se passa entre Robert De Niro, o gângster, e Billy Crystal, o psiquiatra. Não apenas entre eles: o que pensam os demais mafiosos quando se deparam com palavras como psiquê e complexo?

    Como todo filme, para dar certo é necessário que reúna bom texto, direção eficiente, elenco bem escolhido e dirigido, além de luz, direção de arte e ritmo ajustados às necessidades.

    Tudo rola bem neste filme de Harold Ramis. É uma pena que a boa ideia dure apenas um filme: a sequência, do mesmo diretor e roteiristas, é um insuportável requentado.

    Divulgação
    O ator Robert De Niro, em cena do filme "Máfia no Divã".
    O ator Robert De Niro, em cena do filme "Máfia no Divã".

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2024