• Ilustrada

    Sunday, 14-Jul-2024 01:46:11 -03

    Filme na TV: 'Sublime Obsessão' lançou fama do diretor Douglas Sirk

    INÁCIO ARAUJO
    CRÍTICO DA FOLHA

    16/04/2015 02h50

    A refilmagem de "Sublime Obsessão" ("Magnificent Obsession", 1954, livre, TC Cult, 17h45) foi ideia de Jane Wyman, então estrela de primeira linha. O produtor Ross Hunter ficou encantado com a ideia de tê-la em um filme seu.

    Douglas Sirk ficou horrorizado com a história (ele diz que desconhecia a versão de John Stahl) do playboy que decide se redimir depois que, por sua culpa, uma bela viúva fica cega. Mas topou, por fim, fazê-la: tinha Jane Wyman e também Rock Hudson, que começava a se consolidar como galã de primeira linha.

    Não, o filme não é ridículo. Graças às imagens fortes, ao colorido gritante, aos óculos escuros de Wyman, à direção de Sirk, que evitava o lacrimoso. Mais do que isso, no entanto, fez um sucesso louco. A fama de Sirk como mestre dos melodramas da Universal estava lançada.

    Ainda hoje: "As Mil e Uma Noites de Pasolini" ("Il Fiore Delle Mille e Una Notte", 1974, 18 anos, TC Cult, 23h50): belo, atraente, mas não sincero.

    Divulgação
     Cinema: cena do filme "As Mil e Uma Noites" (1974), de Pier Paolo Pasolini
    Cinema: cena do filme "As Mil e Uma Noites" (1974), de Pier Paolo Pasolini

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2024