• Ilustrada

    Sunday, 14-Jul-2024 02:36:04 -03

    Crítica

    Narrativa do filme 'Se Beber, Não Case!' é um belo achado

    INÁCIO ARAUJO
    CRÍTICO DA FOLHA

    18/04/2015 02h20

    Uma questão: por que será que alguém, depois do belo achado que foi "Se Beber, Não Case!" ("The Hangover", 2009, 16 anos, Warner, 22h30), terá tido a ideia de fazer continuações?

    Simples: porque o público reage àquilo que lhe é familiar. Quem viu o primeiro tende a ver o próximo. Quem não viu, mas ouviu falar, aproveita e vai ao segundo.

    Divulgação
    Os atores Zach Galifianakis, Bradley Cooper e Ed Helms (esq. à dir.), em cena do filme "Se Beber, Não Case!"
    Os atores Zach Galifianakis, Bradley Cooper e Ed Helms (esq. à dir.), em cena do filme "Se Beber, Não Case!"

    Em "Se Beber", a trama trata de um grupo de amigos em uma despedida de solteiro em que o noivo desaparece.

    O achado: narrar a história a partir da perda de memória dos demais. Tudo gira em torno desse hiato de tempo em que coisas se passaram e do incômodo passado que ressurge, com humor, ao ser resgatado.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2024