• Ilustrada

    Thursday, 28-Oct-2021 16:55:24 -03

    Parte do sucesso de 'Verdades Secretas' se deve aos seus defeitos

    MAURICIO STYCER
    COLUNISTA DA FOLHA

    26/09/2015 16h53

    Há quem acredite, em função do momento do país, que o público estaria exausto do excesso de realismo das novelas da Globo.

    Essa discussão ganhou fôlego nas últimas semanas devido ao fracasso de "Babilônia", à dificuldade de emplacar "A Regra do Jogo" e ao adiamento do projeto de Maria Adelaide Amaral - todas as três novelas com temáticas contemporâneas.

    O bom resultado de "Vidas Secretas", encerrada na última sexta-feira (25), atrapalha este argumento. A novela de Walcyr Carrasco tratou de tráfico e consumo de drogas, prostituição de adolescentes, aborto, adultério, bullying escolar, além de mostrar o impacto que uma família desestruturada da elite pode ter sobre os filhos.

    A novela registrou boa audiência e ótima repercussão. Parte do sucesso, acredito, pode ser creditado aos defeitos mais visíveis do folhetim. Carrasco escreve com a mão pesada, sempre disposto a chocar. Seus personagens falam tudo "na cara", da forma mais dura possível, por mais implausível que possa soar.

    A principal situação de "Verdades Secretas", a paixão de um empresário poderoso por uma ninfeta de 17 anos, apelidada Angel, teve desdobramentos à Nelson Rodrigues. Alex se casou com a mãe da garota, a ingênua Carolina, só para poder ficar com Angel; a mãe se suicidou, depois de ver os dois na cama, e ele foi morto a tiros pela jovem.

    Mais à vontade por causa do horário, a faixa das 23h, "Verdades Secretas" exibiu um desfile quase diário de personagens nus e de cenas de sexo, mesmo quando não havia função dramatúrgica nas situações.

    Uma qualidade da trama, a amoralidade de muitos personagens, perdeu força com o tom moralista impresso - para agradar o público - a várias situações. Como disse à Folha o diretor, Mauro Mendonça Filho, "careta adora um pecado".

    Mendonça, aliás, compensou a falta de tato do autor com grandes momentos, tanto no comando do elenco (muito bom) quanto na forma de apresentar as cenas - foi nítida a busca por uma estética mais sofisticada que a de novela.

    "Verdades Secretas" foi corajosa ao mostrar o mergulho de uma modelo linda no mundo do crack - a sua salvação, no fim, foi encontrada por meio de uma igreja evangélica.

    Gostei muito do retrato dos adolescentes pintado na trama. Para quem está acostumado com "Malhação", que por imposição do horário e falta de inspiração dos autores vem oferecendo há duas décadas visões muito limitadas deste universo, "Verdades Secretas" operou uma pequena revolução neste tema.

    Para quem está preocupado com a situação das novelas das 21h da Globo, "Verdades Secretas" deixa uma lição: o problema não é o excesso de realismo.

    AVALIAÇÃO: bom

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2021