• Ilustrada

    Tuesday, 16-Aug-2022 10:10:34 -03

    Marina and The Diamonds brilha no Lolla e compensa fãs após 'bolo' de 2015

    GABRIELA SÁ PESSOA
    DE SÃO PAULO

    12/03/2016 23h49 Erramos: esse conteúdo foi alterado

    O atraso de quase uma hora do show de Marina and The Diamonds (explique-se: os antecessores Die Antwoord tardaram a deixar o palco) na noite deste sábado (12) foi motivo o bastante para piadas entre o público. "Ela cancelou de novo", dizia uma garota na pista, lembrando que a cantora deu o cano em seu show no Lollapalooza em 2015 horas antes do espetáculo.

    Ela encerrou a programação de sábado em um dos palcos do festival, com público visivelmente menor do que o do show anterior.

    Se não houve pedido de desculpas formal no palco —"Finalmente estou aqui!", brincou Marina Diamandis, nome de batismo da potente vocalista—, a cantora de eletropop recompensou o público com um show digno de turnê própria: efeitos visuais, três trocas de figurino e repertório com hits do início ao fim.

    Marina explicou que o show desta noite é diferente do que tem apresentado na turnê de "Froot", seu último disco, de 2015. Dividiu a festa em três partes, uma para cada disco: "The Family Jewels", "Electra Heart" e, claro, "Froot".

    Afinada, a cantora provou em sua primeira vez no Brasil que os falsetes em estúdio são reais ao vivo, tudo embalado com carisma e um figurino rosa-shocking brilhante.

    Os fãs (alguns facilmente identificáveis com um coraçãozinho desenhado na bochecha, símbolo do segundo disco da artista), foram ao delírio e às lágrimas em músicas como "Teen Idle", "Primadonna" e "How to Be a Heartbreaker". Para eles, parece que valeu a pena esperar.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2022