• Ilustrada

    Tuesday, 25-Jun-2024 18:13:55 -03

    Oscar

    Vidente 'previu' filme do Oscar, diz diretor de 'Lion'

    RODRIGO SALEM
    COLABORAÇÃO PARA A FOLHA, DE TORONTO (CANADÁ)

    16/02/2017 02h02

    Divulgação
    Cena do filme "Lion" que acompanha Sarro, que se perde da família quando criança e tenta reencontra-los anos depois
    Cena do filme "Lion" que acompanha Sarro, que se perde da família quando criança e tenta reencontra-los anos depois

    Aos 19 anos, o diretor australiano Garth Davis viajava com sua namorada pelo Vietnã e decidiu consultar uma quiromante. Lendo a palma da mão do jovem, ela sussurrou num inglês quebradiço: "Uh, grande filme na Índia".

    Anos depois, em 2013, Davis foi chamado para comandar o projeto "Shantaram", que levaria ele e Johnny Depp para o submundo de Mumbai. Mas o blockbuster foi cancelado pela Warner. Somente há dois anos o cineasta australiano cumpriu o "destino", com "Lion - Uma Jornada para Casa", em estreia.

    Filmado na Índia e na Austrália, o longa saiu do circuito de festivais e levou seis indicações ao Oscar, inclusive a de melhor filme.

    "Na época, perguntei à minha namorada se deveria pedir meu dinheiro de volta à vidente", brinca o diretor, estreante no cinema. "Agora, passo o tempo todo tentando me lembrar o que mais ela falou."

    O futuro de Davis, porém, está definido. Além da festa do Oscar, no domingo (26), ele está filmando "Maria Madalena" com um elenco liderado por Rooney Mara e Joaquin Phoenix nos papéis de Maria e Jesus.

    "Garth é especial. Tem o dom de unir pessoas diferentes e um senso estético mágico", diz Nicole Kidman, indicada ao Oscar de melhor atriz coadjuvante por "Lion".

    Em "Lion", uma história verídica, Kidman faz a mãe adotiva de Saroo Brierley, que se perdeu da família na Índia aos cinco anos. Ele foi parar do outro lado do país, sem falar o dialeto local e sem saber dizer de onde vinha. Só reencontrou a mãe 25 anos depois, usando suas memórias e o Google Earth.

    "Quando li o roteiro, comecei a chorar", revela o ator Dev Patel, cuja interpretação do adulto Saroo lhe rendeu uma indicação ao Oscar de ator coadjuvante. "Falei para meus agentes que não queria ler mais nada até fazer esse filme. Qualquer ator da minha idade mataria por esse papel."

    Patel chegou à Índia duas semanas antes do início das filmagens para encontrar o verdadeiro Saroo e para criar laços com sua contraparte criança, vivida pelo carismático Sunny Pawar.

    "Saroo é extremamente inteligente e um sobrevivente", diz Patel. "Não consigo imaginar o que esse garotinho sofreu. Não sei o que teria feito, provavelmente sentaria e choraria até ser sequestrado. Me perdi uma vez no mercado em Londres e passei cinco horas desesperado até ouvir a voz no alto-falante me chamando para ir até o balcão."

    Uma Longa Jornada Para Casa
    Saroo Brierley
    l
    Comprar

    "Baseei a primeira metade do filme em 'Wall-E'", conta o roteirista Luke Davies. "Queria passar a sensação de alguém perdido e sozinho em um mundo hostil."

    O Saroo real passou três anos dividindo seu tempo entre um curso de hotelaria na Tasmânia, região onde foi morar depois de ser adotado, e a busca por sua casa usando o recém-lançado Google Earth. Ele recebeu a ajuda de duas namoradas, que viraram uma só no filme, no papel de Rooney Mara.

    "Saroo era uma pessoa que carregava muita culpa, tanto para manter a família adotiva unida, como ao imaginar que sua mãe e seu irmão podiam ainda estar lhe procurando", diz Patel.

    Edição impressa

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2024