• Ilustrada

    Sunday, 25-Aug-2019 10:23:20 -03

    MinC abrirá edital para jovens criarem canais culturais de vídeos na web

    FELIPE GIACOMELLI
    ENVIADO ESPECIAL AO RIO

    10/03/2017 17h43

    Leo Pinheiro/Valor
    Data: 22/05/2015 Editoria: Cultura Reporter: Joao Bernardo Local: Rio de Janeiro, RJ Pauta: perfil da nova presidente da Riofilme Setor: Cinema Personagem: Mariana Ribas, presidente da Riofilmes, fotografada na sede da Riofilmes em Laranjeiras e durante a entrevista Tags: casa antiga, grade, escada, fachada Fotos: Leo Pinheiro/Valor ***FOTO DE USO EXCLUSIVO FOLHAPRESS***
    Mariana Ribas, secretária do audiovisual do Ministério da Cultura

    O Ministério da Cultura vai lançar ainda em 2017 editais destinados a apoiar a produção de canais sobre cultura de conteúdo em vídeo para a web (como os que existem no YouTube) e também em apoio ao desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis.

    O anúncio foi feito nesta sexta-feira (10), durante a feira audiovisual Rio Content Market, por Mariana Ribas, secretária do audiovisual do MinC.

    Para participar, os criadores de conteúdo, chamados pelo MinC de juventude vlogueira, precisarão ter de 18 a 29 anos e terão que publicar ao menos duas vezes por mês vídeos de cinco a 15 minutos. A ideia é que o edital seja voltado para a criação de novos canais, com temática cultural livre.

    Como canais de cultura entraria, por exemplo, algum criador que conte histórias usando os blocos do jogo "Minecraft", prática bastante popular do YouTube. O requisito é que sejam canais novos. Quem já tem um canal precisará criar um novo, do zero, para participar do edital.

    Quanto ao edital para aplicativos, ele vai apoiar o desenvolvimento de softwares ou jogos eletrônicos para dispositivos móveis (como tablets e celulares), sendo que ao menos 20 dos apps precisam ser destinados ao audiovisual.

    A previsão é que os editais sejam lançados até a primeira quinzena de maio. Os valores podem mudar, mas a previsão é R$ 50 mil para os canais de vídeo e R$ 20 mil para os aplicativos.

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2019