• Mercado

    Wednesday, 23-Sep-2020 10:12:19 -03

    Ao todo, 163 fundos têm R$ 521,6 mi em ativos da Oi, afirma consultoria

    DE SÃO PAULO

    21/06/2016 16h44

    Nacho Doce/Reuters
    Logotipo da Oi dentro de shopping no centro da cidade de São Paulo
    Logotipo da Oi dentro de shopping no centro da cidade de São Paulo

    Um total de 163 fundos acumula volume de R$ 521,6 milhões em exposição a ativos da Oi, de acordo com estudo da consultoria Economática divulgado nesta terça-feira (21). A operadora Oi entrou com pedido de recuperação judicial nesta segunda-feira (20) para dar início a uma nova rodada de negociação, agora com proteção judicial contra falência.

    Segundo o levantamento, a maior alocação —R$ 276,7 milhões— está em uma debênture (título de dívida emitido por empresas) com vencimento em 28 de março de 2019. Em seguida vem outra debênture, com R$ 230,1 milhões e vencimento em 28 de dezembro de 2018.

    As gestoras de bancos públicos têm a maior exposição em ativos da operadora. A BB DTVM, do Banco do Brasil, tem a maior posição, com R$ 403,94 milhões. Desse valor, R$ 400,7 milhões estão alocados em debêntures.

    Oi pede recuperação judicial
    Veja últimas notícias sobre a operadora

    A gestora da Caixa possui R$ 106,24 milhões —praticamente tudo em debêntures. Ambas são as únicas com posições nesses títulos emitidos pela Oi.

    Ao todo, R$ 11,3 milhões estão alocados em ações ordinárias —com direito a voto—, enquanto R$ 10,1 milhões estão em ações envolvidas em estratégia short (alugada de outro investidor e vendida com objetivo de recompra futura e entrega ao proprietário original). Ações ordinárias respondem pela maior parte do valor envolvido na estratégia, com R$ 6,62 milhões.

    RECUPERAÇÃO JUDICIAL

    Com uma dívida de R$ 65,4 bilhões, o pedido de recuperação da Oi corre no Rio de Janeiro e, caso seja aceito, será o maior da história.

    A Oi é a maior operadora do Brasil em telefonia fixa, empatada com a Vivo (cada uma tem participação de 34,4%), e a quarta em celular, com 18,6% do mercado.

    A maior parte da dívida da Oi é financeira (cerca de R$ 50 bilhões). Entram ainda na conta cerca de R$ 14 bilhões em contingências -como multas da Anatel e discussões judiciais- e cerca de R$ 1,5 bilhão para fornecedores.

    Folhainvest

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2020