• Mundo

    Saturday, 16-Oct-2021 05:55:31 -03

    paris sob ataque

    Saiba por que cresce o uso do termo 'Daesh' para se referir ao EI

    DE SÃO PAULO

    17/11/2015 13h47

    Os ataques terroristas da semana passada em Paris jogaram luz sobre o debate em torno da nomenclatura escolhida para se referir à milícia radical Estado Islâmico (EI).

    Em pronunciamentos recentes, o presidente francês, François Hollande, e o chanceler americano, John Kerry, dentre outras autoridades, têm feito uso do termo "Daesh", que já vinha sendo usado por árabes e curdos há algum tempo.

    "Daesh" é o a acrônimo para o nome da facção em árabe: "Dawlat al-Islamiyah f'al-Iraq w Belaad al-Sham". Em português, "Estado Islâmico do Iraque e do Levante".

    O termo tem sonoridade semelhante a outras palavras em árabe, como "das", que remete à ideia de "pisotear" ou "esmagar".

    A conotação negativa do termo desagrada os milicianos. Segundo residentes de áreas controladas pela facção relataram à agência de notícias Associated Press, os radicais ameaçaram cortar a língua de quem usasse o acrônimo "Daesh" ao invés do nome completo da organização.

    Os governos de Estados Unidos e Reino Unido costumam usar o acrônimo em inglês "ISIL", e, no Brasil, as autoridades empregam o termo "Estado Islâmico".

    Após a ascensão da milícia, no ano passado, o chanceler francês, Laurent Fabius, disse em um comunicado que usaria o termo "Daesh" para se referir a ela.

    "Este é um grupo terrorista, e não um Estado. Eu não recomendo o uso do termo Estado Islâmico porque ele desvanece as diferenças entre islã, muçulmanos e islamitas", disse o ministro.

    As raízes do EI, ou "Daesh", remontam a ao ano de 1999. A organização ganhou influência a partir da guerra civil na Síria, e em 2014, declarou um califado.

    Estado Islâmico

    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2021