• Poder

    Saturday, 04-Dec-2021 08:35:21 -03

    Foto liga militar a acidente de Zuzu Angel, diz Comissão da Verdade

    AGUIRRE TALENTO
    DE BRASÍLIA

    25/07/2014 15h23

    Uma foto obtida pela CNV (Comissão Nacional da Verdade) liga um coronel do Exército, Freddie Perdigão, à cena do acidente de carro que matou a estilista Zuzu Angel, em 1976, na avaliação dos seus integrantes.

    Para a comissão, a imagem é uma importante evidência de que a morte de Zuzu Angel foi planejada pela ditadura, apesar de a versão oficial sustentada é de que se tratou de um acidente.

    A foto foi cedida à Comissão da Verdade pelo ex-delegado do Dops Cláudio Guerra, que depôs nesta semana em Brasília, durante um mutirão da comissão. Segundo o coordenador da comissão, Pedro Dallari, Guerra não deu detalhes de como obteve a foto, mas a imagem segue o mesmo padrão das fotos feitas pela perícia e que constavam no inquérito sobre o caso.

    Otávio Magalhães/Agência O Globo
    Foto do acidente mostra, segundo a Comissão da Verdade, o coronel Freddie Perdigão
    Foto do acidente mostra, segundo a Comissão da Verdade, o coronel Freddie Perdigão

    No fim da tarde desta sexta (25), a comissão divulgou nota afirmando que a autoria da foto é do jornal "O Globo" e que ela foi publicada no dia seguinte ao acidente, que ocorreu em 15 de abril de 1976.

    "A provocação de um acidente de automóvel faz todo sentido nesse contexto. Zuzu era uma pessoa que incomodava mas que não podia ser eliminada de uma maneira que se associasse ao regime", afirmou Dallari.

    Na foto, Perdigão aparece encostado em um poste, com camisa clara, levando a mão direita ao rosto, observando o carro. A imagem não constava do inquérito que apurou o acidente.

    Questionado se a imagem permite certeza de que se trata de Freddie Perdigão, Dallari respondeu: "Claudio Guerra é muito peremptório. As fotos de acesso público do Freddie Perdigão dão a entender uma semelhança muito grande".

    Em seu depoimento na quarta-feira (23), Guerra havia ligado o coronel Freddie Perdigão à morte de Zuzu Angel. De acordo com Guerra, o coronel Freddie Perdigão confidenciou ter ficado preocupado pois tinha sido fotografado próximo ao acidente. "Ele [Perdigão] narrava para mim que tinha planejado, obedecendo ordens, a simulação do acidente dela, e que estava muito preocupado porque havia sido fotografado e achava que era a perícia que tinha fotografado sem querer", afirmou.

    O coronel Freddie Perdigão, morto em 1997, é apontado como torturador da Casa da Morte de Petrópolis.

    Zuzu Angel era mãe de Stuart Angel, militante do grupo guerrilheiro MR-8 preso em 14 de maio de 1971 e até hoje desaparecido. Com seu desaparecimento, Zuzu Angel fez uma mobilização nacional e internacional em busca do filho, tornando-se uma figura incômoda ao regime militar.

    [an error occurred while processing this directive]

    Fale com a Redação - leitor@grupofolha.com.br

    Problemas no aplicativo? - novasplataformas@grupofolha.com.br

    Publicidade

    Folha de S.Paulo 2021